artigo

segunda-feira, 11 de março de 2013 - 18:56

Tamanho do texto: A A

Vygotsky e o Sócio-Interacionismo - Psicologia da educação

por: Colunista Portal - Educação

Vygotsky recebeu uma educação judaica tradicional
Vygotsky recebeu uma educação judaica tradicional

Lev Vygostky, com teoria sócio-interacionista

Veer e Valsiner (1991) relatam que Lev SemyonovicVygostsky nasceu no dia 05 de novembro do ano de 1896 em Orsha. O que se sabe da vida deste teórico é que ele vinha de uma família com uma classe social aparentemente boa. Vygotsky recebeu uma educação judaica tradicional, e teve oportunidade de estudar e incentivo da família para isso, já que em sua casa havia uma grande biblioteca que Vygotsky e os irmãos puderam aproveitar.

Resumindo basicamente a teoria de Vygostky com relação ao desenvolvimento infantil, Bock (1999) postula que ela é vista por três aspectos:

O Aspecto Instrumental – refere-se à natureza como mediadora das funções psicológicas mais complexas. Não apenas respondemos aos estímulos que nos são apresentados pelo meio, como também o alteramos e usamos as modificações.

O Aspecto Cultural – envolve os meios socialmente estruturados pelos quais a sociedade organiza os tipos de tarefas que a criança em desenvolvimento deve enfrentar, e os tipos de instrumentos mentais e físicos que ela dispõe para dominar estas tarefas.

O Aspecto Histórico – os instrumentos culturais expandem os poderes do homem e estruturam seu pensamento.

De acordo com Oliveira (1992) falar da perspectiva de Vygotsky é o mesmo que falar de dimensão social do desenvolvimento humano. Interessado principalmente nas funções psicológicas superiores, e tendo produzido seus trabalhos dentro das concepções materialistas que predominavam na União Soviética após a revolução de 1917, Vygotsky tem como pressupostos básicos a ideia de que o ser humano se constitui na sua relação com o outro no meio social. Sendo assim, para ele a cultura torna-se parte da natureza humana num processo histórico que, ao longo do desenvolvimento do indivíduo, vem moldar o funcionamento psicológico do homem.

A autora enfatiza que, este teórico multidisciplinar deu muita importância ao substrato material do desenvolvimento psicológico, enfocando o cérebro, tendo realizado estudos sobre lesões cerebrais, perturbação da linguagem e organizações de funções psicológicas em condições normais e patológicas. Suas preposições vem contemplar a dupla natureza do homem, membro de uma espécie biológica que só se desenvolve quando inserido em um grupo cultural.

As concepções de Vygotsky sobre o funcionamento do cérebro humano fundamentam-se na sua ideia de que as funções psicológicas superiores são construídas durante toda a história social do homem na sua relação com o mundo que o cerca, mediada pelos instrumentos e símbolos desenvolvidos pela cultura, deixando claro que o ser humano se diferencia dos animais porque o ser humano é capaz de criar formas de ação.

Sendo assim a compreensão do desenvolvimento psicológico, não pode ser buscada em propriedades naturais do sistema nervoso central. Vygotsky, não aceitou a ideia de funções mentais fixas e imutáveis, trabalhando com o entendimento de que o cérebro funciona como um sistema aberto e possui grande plasticidade, cuja estrutura e modo de funcionamento são moldados ao longo da história da espécie e ao longo do desenvolvimento individual (OLIVEIRA 1992).

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Psicologia