Existe um momento certo para fazer uma pós-graduação? - Blog do Portal Educação
Educação

Existe um momento certo para fazer uma pós-graduação?

Você deve ouvir constantemente que, no concorrido mercado de trabalho atual, obter um título de pós-graduação pode trazer inúmeros benefícios ao profissional, certo? Isso porque o investimento em um curso de especialização evidencia o fato de que o indivíduo está disposto a aperfeiçoar e atualizar seus conhecimentos, destacando-se dos concorrentes.

Além disso, é bastante comum que pós-graduados tenham maior chance de promoção em suas áreas de atuação, desfrutando de salários melhores. Mas tenha em mente que nem tudo são flores! Antes de tomar a decisão e se dedicar à empreitada, é preciso considerar alguns fatores, como o momento certo para fazê-lo.

Está em dúvida com relação ao momento ideal de ingressar em uma pós-graduação? Então confira, a seguir, as considerações que elaboramos sobre o assunto!

Idade versus momento

Para começar, vamos esclarecer uma coisa: não há idade mínima ou máxima para buscar conhecimento e atualização. Quando falamos em “momento certo”, portanto, não estamos nos referindo aos dígitos em sua carteira de identidade, mas sim à etapa de vida na qual você se encontra, sua bagagem adquirida e percepção de mercado.

Acontece que a escolha de uma pós-graduação que efetivamente alavanque sua carreira depende, muitas vezes, de sua maturidade profissional. Somente com alguma experiência em sua profissão, com conhecimento dos reais desafios e das oportunidades presentes e futuras, é que você conseguirá tomar uma decisão construtiva e embasada.

Toda pós-graduação bem-sucedida parte da seguinte combinação de palavras: definição de objetivos.

Objetivos profissionais

Quando você está inserido no mercado de trabalho, sua perspectiva do conhecimento absorvido durante a graduação muda, pois você passa a aplicar a teoria na prática, dia após dia, adquirindo, assim, um entendimento mais realista.

Com o tempo, você passa a delinear objetivos profissionais mais claramente, percebendo assuntos nos quais faltam especialistas, áreas que requerem constante atualização, cargos e promoções que demandam o aperfeiçoamento de habilidades e competências específicas.

Segundo essa lógica, o mercado de trabalho proporciona um ponto de vista avantajado em relação a quem está saindo da graduação e conhece apenas seu conceito. Perceba que a vantagem está no fato de que, por meio dele, você ganha critérios de análise mais seguros, baseados em fatos e indicadores vivenciados no cotidiano.

Você, com certeza, já escutou ou leu a famosa frase do escritor Lewis Carroll: “Pra quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve”. Trata-se de um mote que, em poucas palavras, revela uma verdade universal: é a partir do ponto de chegada que você afunilará as opções disponíveis, selecionando a que melhor se encaixa em seus planos, ou seja, aquela que pode levar você ao destino pretendido!

Em sintonia com o propósito

A percepção de uma real necessidade ou demanda em seu campo de atuação e o conhecimento das modalidades e cursos ofertados (bem como das instituições que os oferecem) são os fatores essenciais que compõem o momento ideal.

A pós-graduação deve estar em sintonia com seu propósito, sendo empregada como um instrumento, e não como um fim em si mesma. Quando escolhida de forma consciente, ela auxiliará você em sua jornada até o cargo ou posição almejada. No entanto, quando mal planejada ou em desalinho com seus objetivos, será apenas uma linha a mais em seu currículo.

O diferencial é saber no que e quando apostar!

Alguns questionamentos

“Mas como saber se tenho maturidade suficiente para fazer uma escolha alinhada a meus objetivos?” Bem, isso varia muito de pessoa para pessoa. Se você tem uma noção dos aspectos citados anteriormente, isto é, se já sabe o que deseja se tornar ou identifica com clareza possibilidades de atuação e de reconhecimento para especialistas em determinados segmentos, significa que é hora de pesquisar cursos e investir!

Para chegar à opção ideal, questione-se sempre. “De que forma o curso escolhido me ajudará?”, “Quais ferramentas ele pode me proporcionar que eu não encontrarei de outra forma?”, “Como essas ferramentas podem otimizar minha performance e produtividade, permitindo que eu me destaque?”

Se você consegue responder tranquilamente a essas perguntas, seu momento definitivamente chegou. Caso contrário, dê-se tempo para pensar nelas.

O fator “aproveitamento”

Outro aspecto a ser considerado aqui é que, quando você se insere no mercado de trabalho e paralelamente cursa um MBA, por exemplo, seu aproveitamento do conteúdo ministrado será muito maior, pois você fará conexões e associações com práticas que já domina.

Quando seu cérebro está bem direcionado, quando há um propósito por trás da inciativa, torna-se mais fácil solidificar as informações passadas pelo professor e conseguir oportunidades de aplicá-las logo em seguida.

Isso sem contar que as possibilidades de networking também são potencializadas, já que você estará em contato com pessoas que compartilham de seus interesses e cujos objetivos são similares. Além do conteúdo em si, manter uma rede de relacionamentos profissionais é uma ótima maneira de sondar oportunidades e se inteirar de novidades.

O fator “motivação”

Até agora, falamos da pós-graduação como um instrumento para alcançar um objetivo específico, baseado em noções claras e conhecimentos vividos. Há, entretanto, outras motivações que podem levar indivíduos a ingressarem em um curso de pós em momentos distintos.

Essas motivações vão desde mudança na área de atuação até capacitação para entrar no mercado de trabalho, investindo na formação continuada. Ao mudar seu campo, você está disposto a reformular ou a acrescentar um novo viés à sua formação acadêmica original, desenvolvendo competências específicas.

Os objetivos mencionados anteriormente se aplicam, portanto, pois o desenvolvimento de novas habilidades representa um método de conquistar um novo espaço.

Caso escolha engatar uma pós assim que obtiver o diploma de graduação, para suprir eventuais lacunas deixadas pelo curso ou complementar um conhecimento específico, faça um planejamento, uma projeção do que espera conseguir. Mapeie as aberturas do mercado e prospecte empresas que valorizem seus esforços.

Pós-graduação: um rumo a ser seguido

Você é quem define qual é o momento ideal para ingressar em um curso de pós-graduação. É recomendado, por questões de aproveitamento, que você saiba o que fazer com o investimento e tenha ideia das ferramentas que ele lhe proporcionará.

Elabore um planejamento embasado, questione suas motivações e objetivos e faça uma escolha responsável!

Nossas ideias foram úteis para você? Responderam às suas dúvidas e serviram como direcionamento? Para saber mais, siga-nos no Facebook e fique por dentro de todas as novidades e promoções!

Sobre o autor

Portal Educação

Deixar um comentário

Menu Title