artigo

sábado, 13 de outubro de 2012 - 10:21

Tamanho do texto: A A

Reflexão Acerca das Principais Abordagens Pedagógicas e a Postura do Professor

por: Michelle Mirttes Albuquerque Feitosa

Postura do Professor
Postura do Professor
Introdução
Essas concepções são norteadas pelas tendências pedagógicas, a forma pela qual é compreendido o processo de ensino-aprendizagem. Muitas vezes os professores de um mesmo cenário educativo podem utilizar processos pedagógicos diferentes, havendo assim uma mescla de tendências utilizadas. Cabe conhecer, então, algumas nuances das principais abordagens para que ocorra uma importante reflexão.

Abordagem Tradicional
O objeto é a aquisição de conhecimentos. Dessa forma, as situações de sala de aula, a instrução e o modelo do professor são muito enfatizados. As ações de ensino estão centradas na exposição dos conhecimentos pelo professor, uma vez que o educando precisa apenas “receber toda a bagagem”. Revela-se, então, uma grande preocupação com a sistematização dos conhecimentos, que são apresentados de forma acabada. O educando não se manifesta, pois não tem nada a acrescentar, está em sala apenas para aprender, entende-se esta abordagem como a que trata o educando como depósito de informações e conclui-se que “A educação bancária tem por finalidade manter a divisão entre os que sabem e os que não sabem, entre oprimidos e opressores”.

Abordagem Comportamentalista
O objeto é o comportamento. O ensino compreende condições que conduzam o educando a aprender. Geralmente utiliza-se de artifícios como elogios, prêmios, notas, graus, reconhecimentos, diplomas, entre outros para se conseguir os comportamentos esperados.

Abordagem Humanista
O objeto é a pessoa. Centrada na pessoa humana, esta abordagem valoriza a experiência pessoal e a orientação autônoma da vida social. Professor e aluno desenvolvem uma relação de confiança e respeito mútuo. A aprendizagem é significativa e transformadora, uma vez que parte da pessoa e visa o seu bem estar na sociedade.

Abordagem Cognitivista
O objeto é a elaboração do conhecimento. Importa-se nesta abordagem com o processamento das informações e os comportamentos relativos à tomada de decisões. Ao lidar com situações sociais, o educando é movido a resolver problemas reais e significativos, dando ênfase ao conhecimento de forma prática e objetiva.

Abordagem Sociocultural
O objeto é a consciência crítica. Uma vez que a educação tem sentido formador, esta abordagem procura levar professor e educando ao uso de sua criticidade para abolir com a situação opressor-oprimido. Nela, eles se veem como iguais e trocam experiências para ser mais. Desta forma o processo de ensino-aprendizagem é mútuo, pois “ninguém educa ninguém, ninguém educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo”. Assim, o homem vê-se como sujeito atuante no mundo e capaz de transformá-lo para melhor.

As principais tendências pedagógicas foram expostas aqui de forma sintética. Embora haja críticas a cada uma delas, é indiscutível que as práticas educativas norteadas pela pedagogia da problematização são as que melhor se adequam à nossa realidade, pois além de promover a valorização do saber do educando, dá a ele a autonomia necessária para transformar a si mesmo e a realidade. Suas características e consequências convergem para uma sociedade mais democrática em prol do real desenvolvimento do potencial individual e da coletividade.

Referências
MIZUKAMI, MGN. Ensino: Abordagens do Processo. São Paul: EPU, 1986.
GADOTTI, M. Convite à Leitura de Paulo Freire. São Paulo: Editora Scipione, 1991. p. 69.
FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996. p. 68.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Michelle Mirttes Albuquerque Feitosa

Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE/2003), Psicopedagoga (UFAM/2006) e Especialista em Ética (UFAM/2010). Membro da Associação Brasileira de Psicopegadogia/ABPp. Tem experiência na área de Educação, Psicopedagogia, elaboração de Projetos Pedagógicos e Formação de Professores.

Educação e Pedagogia