CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Psicologia Social: uma constante relação eu/outro

Artigo por Vagner Nunes - sexta-feira, 22 de março de 2013

Tamanho do texto: A A

Sociedade e Indívuduo e suas relações focam a Psicologia Social
Sociedade e Indívuduo e suas relações focam a Psicologia Social

Partindo da ideia de Johan Goeth, “o que não conhecemos, não nos pertence”, dou inicio a um breve discurso acerca da psicologia social psicológica, onde a mesma tem como objeto material de estudo, “ interação humana e suas consequências cognitivas e comportamentais”. Voltando a Goeth, porque o que não conhecemos não nos pertence? Bom, para a Psicologia Social essa resposta é clara e taxativa, pois o individuo só passa a se reconhecer enquanto individuo na medida em que se relaciona com o outro, ou seja, para se obter conhecimento sobre algo, é preciso necessariamente a experimentação (atitude empírica). Logo, são as relações interpessoais que definem o sujeito enquanto sujeito na sociedade.

É nessa constante relação individuo/sociedade, que se constroem as primeiras impressões e pré noções sobre o meio no qual se está inserido, contudo, lembrando que as primeiras experiências são vivenciadas no contexto familiar, e a partir dele, fazem-se os primeiros julgamentos, e obtêm-se noções preconceituosas, embasados no conhecimento de mundo (senso comum) que foram passados através do meio familiar. Para Rodrigues (1999), a definição da Psicologia Social Psicológica só pode ser completa acrescentando os fatores situacionais ao seu objeto material, ou seja, os estímulos sociais (escola, família, classes, etc.).

Define-se, portanto, a Psicologia Social “o estudo científico de manifestações comportamentais de caráter situacional suscitadas pela interação de uma pessoa com outras pessoas ou pela mera expectativa de tal interação, bem como dos processos cognitivos suscitados pelo processo de interação social”.

Em suma, todo e qualquer fenômeno social que é caracterizado pelo comportamento de um sujeito em um determinado ambiente, é interesse da psicologia social. Contudo, voltando a Johan Goeth, conclui-se que: é através das experiências enquanto ser humano que se passa a conhecer o mundo no qual o sujeito está inserido, entretanto, se não há experiência, logo, o individuo não se reconhece no mundo.


REFERÊNCIAS

Psicologia Social, Aroldo Rodrigues et al, 28.ed. 1999

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Vagner Nunes

Caracteres restantes: Caracteres restantes: Caracteres restantes: Caracteres restantes: Paixão pela leitura e escrita, pesquisador, graduando em Psicologia, quarto semestre, pretendo continuar à compartilhar o conhecimento que até então adquiri, e acredito que posso muito bem servir de inspiração para muitos outros que também são apaixonados pela leitura, pesquisa e a escrita.