Ruptura de tendão em equinos

Ruptura de tendão em equinos
VETERINARIA
O tendão peroneus-tertius é uma resistente estrutura que tem origem entre o músculo extensor digital longo e o músculo tibial anterior, inserindo-se na superfície cranial proximal do terceiro metatarsiano, terceiro tarsiano, quarto tarsiano e tarso peroneo. Sua função é a de flexionar o tarso concomitantemente à flexão da articulação patelar.
               
A ruptura do tendão femorometatarsiano ocorre por traumas ou ferimentos profundos sobre a articulação do tarso. A ruptura pode sobrevir devido a arrancadas ou saídas bruscas e violentas em corridas.               

A sintomatologia é bastante definida, pois se observa a impossibilidade de flexão da articulação do tarso, muito embora possa haver flexão da articulação fêmur-tíbio-patelar. A região abaixo da articulação do tarso pode pender como se tivesse ocorrido fratura.        

O único tratamento viável é o repouso e os curativos sobre o ferimento. Deve-se confinar o animal em baia pelo menos durante quatro a seis semanas para gradativamente iniciar-se o exercício moderado. Se o repouso for respeitado e o animal exercitado após seis semanas de forma leve, lenta e gradativa, existem boas chances de recuperação motora completa.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER