Composição dos Raios Solares

Composição dos Raios Solares
MEDICINA-ALTERNATIVA
Centro de nosso sistema planetário, o sol é a nossa fonte principal de calor e de luz. Sem ele toda vida seria impossível. Embora situado acerca de 150 milhões de quilômetros da Terra, os seus raios são extremamente ativos. Salutares quando se sabe utilizá-los, podem, no caso contrário, provocar graves lesões, por vezes irreversíveis.

A luz solar é uma radiação eletromagnética (energia de muitos comprimentos de ondas diferentes emitida pelo sol), que atravessa o espaço numa velocidade de aproximadamente 300.000 Km/s. O modo como a radiação do sol nos atinge depende do seu comprimento de onda.

É esta característica física que determinará como a radiação será absorvida por nossos diferentes tecidos. Quando expostos direta ou indiretamente a radiação solar, todo nosso organismo sofrerá consequências. A pele e os olhos são os mais diretamente atingidos e por isso merecem maior cuidado durante a exposição ao sol.

O sol emite outras radiações que não são visíveis aos olhos. A luz visível é uma pequena porção ou faixa de radiação, limitada de um lado pelos infravermelhos (que proporcionam o calor) e do outro pelos ultravioletas (que proporcionam o bronzeado).

Além dos raios ultravioleta, infravermelho e do espectro de radiação visível, a luz solar é composta de um grande número de outros raios ou formas de radiação, como os raios cósmicos, os raios gama, os raios-x, e as radiações de rádio frequência.
Quando estes raios solares adentram a atmosfera, eles são modificados de diversas formas. Um exemplo disso é a radiação visível que é difundida de tal maneira pelas moléculas de hidrogênio e oxigênio atmosféricos, que faz com que o céu se pareça azul. Com isso, uma grande porção de energia total é absorvida ou refletida de volta para o espaço por estas moléculas, pelo vapor de água da atmosfera, por partículas de poeira e outros constituintes. O efeito é que apenas 60 a 70% da energia solar atingem a superfície do planeta.

A maior parte da radiação que chega à Terra é representada pela radiação infravermelha, algo entre 55%. Do restante, aproximadamente 40% é composta pelo espectro de luz visível aos nossos olhos e a menor porção (5%) é constituída por raios ultravioletas.

Entretanto, alguns fatores podem alterar estes valores, na superfície da Terra: quantidade de energia emitida pelo Sol, distância da Terra ao Sol, volume de vapor d’água, quantidade de poeira, hora do dia e altitude acima do nível do mar.

A radiação solar, particularmente intensa sobre o litoral (pureza do ar e maior reflexão dos raios pela superfície do mar), provoca um aumento dos efeitos benéficos sobre o organismo humano, mas também dos perigos que se incorre em caso de exposição excessiva, principalmente pela exposição às radiações eletromagnéticas. Os raios que se constituem em ameaça são os raios ultravioleta e infravermelho, invisíveis aos olhos humanos.

As radiações solares têm tripla ação: elas fornecem a luz, o calor e provocam ações químicas. Sob o efeito dos raios infravermelhos, a temperatura da pele eleva-se, os capilares dilatam-se, as terminações nervosas são estimuladas. Produzem-se, com efeito, reações similares àquelas ocorridas nos banhos quentes. Além disso, os poros abrem-se e a eliminação de resíduos é acelerada.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER