Oxido Nitroso

Oxido Nitroso
FARMACIA
O N2O é um gás inodoro que apresenta baixa potência, devendo ser combinado com outros agentes para reduzir a dor, sendo de rápida indução e recuperação apresentando boa ação analgésica. O óxido nitroso apresenta rápido nível de indução, flexibilidade, analgesia, odor agradável, recuperação rápida, reduz a ansiedade e não irrita as mucosas com baixo risco ao paciente. Entretanto apresenta como desvantagem o risco de provocar náuseas.

A concentração alveolar mínima (CAM) do N2O é 105%, portanto ele não pode ser usado como agente inalatório único sob pressão atmosférica, assim sendo, é considerado como um agente adjuvante com propriedades analgésicas importantes.
Para garantir uma oxigenação adequada, com um mínimo de 21 a 25% de oxigênio na mistura inspirada, existe a necessidade de equipamento específico para a administração do óxido nitroso durante a anestesia.

A baixa solubilidade do N2O é responsável pelos efeitos de aumento da pressão e/ou volume em cavidades. O aumento de pneumotórax, embolismo aéreo, aumento da pressão no ouvido médio, aumento da pressão nos seios da face, distensão de alças intestinais, aumento de bolhas de gás no espaço epidural e consequente compressão nervosa são relatos frequentes na literatura. O seu uso também está contra indicado após a realização de exames que utilizem o ar como contraste, como no pneumoencéfalo.

O mesmo efeito da difusão desloca o N2O para o interior do cuff (balão) do tubo traqueal, provocando um aumento do volume, com consequente aumento da pressão sobre a traqueia e lesão. Os sintomas vão desde o aumento da dor local até lesões com ulcerações. Um efeito similar tem sido observado no balão da máscara laríngea.

O N2O foi usado por mais de 100 anos antes que os primeiros efeitos colaterais indesejáveis, como a depressão da medula óssea após a sedação de longa duração, fossem publicados. Os pacientes com deficiência de vitamina B12, hereditária ou adquirida, apresentam um risco aumentado ao uso do N2O. Este diagnóstico nem sempre está disponível ou evidente na prática clínica diária. Filhos de mães vegetarianas, fato comum na atualidade, em período de amamentação, podem ter deficiência de vitamina B12.

Pelos seus efeitos na síntese do DNA e pelas evidências experimentais e epidemiológicas de alterações sobre a reprodução, muitas anestesiologistas preconizam que o uso do N2O deve ser abolido nos dois primeiros trimestres da gestação. O N2O não deve ser administrado a pacientes imunodeprimidos ou aqueles que necessitarão de várias anestesias, por sua interferência com a produção e função dos glóbulos brancos. Estudos em animais e humanos demonstram que os sistemas hematológico, imunológico, neurológico e reprodutivo são alterados com o uso do N2O.

Efeitos Adversos

- Náuseas e vômitos
- Isquemia do miocárdio (aumento da homocisteína e da disfunção endotelial)
- Depressão da medula óssea
- Depressão da metionina sintetase
- Eritropoiese megaloblástica
- Alterações no DNA
- Perda da audição
- Cegueira e complicações visuais com o uso de gás intra-ocular
- Hipóxia de difusão
- Difusão para cavidades
- Aumento da pressão do ouvido médio (náuseas e vômitos)
- Distensão de alças intestinais (náuseas e vômitos)
- Aumento do pneumotórax e embolismo aéreo
- Aumento de bolhas no espaço epidural
- Poluição no ambiente e na terra (0,05%) – vazamento no uso e silencioso
- Custo de instalação e manutenção da rede e aparelhos de anestesia
- Necessidade do uso de sistema antipoluição

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER