Reconstrução dos Fios.

Reconstrução dos Fios.
ESTETICA
Reconstrução dos Fios.
 

            A reconstrução pode ser considerada uma técnica intermediária entre a hidratação e a reestruturação. Esta técnica que tem resultados excelentes, sem traumatizar ou mudar muito a estrutura dos fios. No entanto, os processos de restruturação e cauterização com aquecimento ainda não são eficientes para todos os tipos de cabelos. Os resultados, às vezes não correspondem ao esperado.
 
            Em alguns casos, o processo de reconstrução deve ser repetido em 20 dias ou um mês. E para a manutenção do resultado, é importante fazer sempre hidratação. O resultado em longo prazo é melhor que da hidratação comum, porque este processo atua mais profundamente no fio.
 
            Vamos acompanhar o passo-a-passo da técnica:
 
1- O primeiro passo é lavar os cabelos com um xampu de limpeza profunda, para abrir as escamas do cabelo e prepará-lo para a máscara de hidratação. O processo é repetido duas vezes e na primeira lavagem o produto deve agir por 5 minutos;
 
2 - Na segunda etapa, o cabelo recebe a máscara a base de lecitol e de um reestruturador a base de colágeno. O produto é aplicado em todo o cabelo, massageando e permanece por 20 minutos;
 
3 - Depois de retirar a máscara hidratante com água, o terceiro passo é um novo banho de creme, o Belcream, que irá selar o cabelo fechando as escamas que foram abertas no início para receber a máscara;
 
4 - Por último, depois da retirada dos produtos, são aplicados de uma só vez um composto de queratina, um creme leave-in (protege da ação dos agressores) e uma loção para as pontas duplas. Esses produtos não são enxaguados;
 
5 - A finalização acontece com uma escova. O uso do secador é importante e corresponde 50% do resultado da técnica. Os produtos usados são temo-ativos, ou seja, agem melhor sob o efeito de calor.
 
            O processo todo de reconstrução do cabelo demora uma hora e meia. O procedimento é simples, como uma hidratação, e o resultado em curto prazo são semelhantes. Os cabelos ficaram bem mais macios, sedosos, com brilho e, além disso, parecem estar mais soltos. Vale lembrar que este procedimento não tem ação de alisamento, isso é apenas o resultado da escova.

Reestruturação:

            Cauterização, reestruturação, termo-restruturação, os nomes e a variedade de técnicas são muitos; cada profissional acaba optando por uma química e técnicas diferenciadas. Mas em geral, eles já são conhecidos como "plástica capilar". Basicamente, elas consistem numa técnica de reposição da queratina (componente essencial do fio, formado por aminoácidos) perdida.
 
            O componente é introduzido em forma de vapor ou com o uso de fluído ativados pelo calor da chapinha de cerâmica. O resultado, dizem os defensores, é um cabelo com brilho e maciez e o fio mais resistente.
 
            O método de Reestruturação é um procedimento recupera o cabelo, repõe a queratina e dá brilho e maciez. Além disso, o processo térmico fecha as escamas do cabelo com ele liso, o que muda a estrutura dos fios. Quem assiste à técnica, não consegue deixar de comparar ao famoso alisamento japonês, que virou febre há algum tempo.
 
            Este processo dura em média quatro horas. A etapa mais demorada envolve o alisamento térmico. E depois de pronto, prepara-se para fugir da água por 48 horas. Durante este período, nada de lavar os cabelos ou prendê-los.
 
            Mas, muito cuidado na hora de optar por este tratamento. Em um item dermatologistas e cabeleireiros concordam: não se deixe leva pela promessa de cabelos lindos e sedosos. É preciso estudar o seu fio detalhadamente para saber se ele pode ser submetido à técnica. Cabelos muito danificados podem acabar reagindo mal à química utilizada nos processos.
 
Hidratação:

            Ela já é um procedimento antigo e padrão das mulheres e o nome já diz tudo. Trata-se de um tratamento a base de cremes com queratina, proteínas, extrato de seda e produtos diversos que hidratam os cabelos. Os resultados imediatos são o brilho e maciez.
 
            Se os cabelos não estão em estado crítico, a hidratação pode ser a solução. Sessões realizadas com certa freqüência e continuidade podem fazer verdadeiros milagres. Mas procurar sempre a orientação de um profissional capacitado é a melhor opção. Ele pode indicar produtos que podem ser utilizados em casa mesmo. A freqüência depende da estrutura do cabelo de cada um, mas geralmente pode ser feita de 15 em 15 dias ou 1 vez ao mês.
 
            A desvantagem é que a técnica não age muito profundamente nos fios como a cauterização. Mas dermatologistas lembram que mesmo optando por medidas mais extremas de recuperação, como a cauterização, a hidratação deve ser um procedimento complementar e regular. 
          

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Seja um colunista

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

ARTIGOS RELACIONADOS