Radiofrequência

Radiofrequência
ESTETICA
Radiofrequência
          É uma técnica super atual, não invasiva, que permite conquistar uma silhueta de modelo, sem cirurgia, nem pós-operatório
Até bem pouco tempo, os tratamentos existentes para eliminar a gordura localizada deixavam à superfície da pele sinais claros de flacidez. Um efeito semelhante ao que ocorre após uma dieta de emagrecimento: a pele anteriormente preenchida pela gordura perde volume e torna-se flácida.
             Para tratar esse problema surgiram métodos não invasivos, fruto da mais alta tecnologia, que permitem modelar o corpo e melhorar a textura da pele para um aspecto liso e tonificado.
             Uma das mais recentes, a radiofrequência, consiste na emissão de uma onda de rádio que atua em profundidade, fazendo aquecer os tecidos de sustentação da pele – a hipoderme e a gordura subcutânea.
             Uma ação que permite não só promover a síntese do colágeno, levando à criação de neocolagêno, como também modificar as células de gordura, contraindo- as. Desta forma, a pele ganha firmeza e o corpo fica remodelado.
Efeito lifting
             O tratamento por radiofrequência é feito por meio de movimentos rápidos, direcionando a corrente para as regiões a serem tratadas. Para tal utiliza-se uma espécie de pistola (com uma forma semelhante à de um secador de cabelo) ligada por meio de um cabo ao aparelho de radiofrequência.
             Ao contrair os tecidos, este método é útil não só para alisar um ventre flácido, firmar braços, joelhos, coxas e glúteos e eliminar a celulite, como também para redefinir o contorno do rosto, reduzir parcialmente o duplo queixo e tonificar o pescoço.
Método simples
             Ao contrário da lipoaspiração, uma técnica invasiva de remoção (aspiração) de gordura por meio de cirurgia, a radiofrequência modela a gordura sem a retirar, podendo assim servir de complemento ou mesmo de opção à lipoaspiração.
             Após o tratamento a mulher pode ir para casa e fazer a sua vida normal, ao contrário de uma lipoaspiração que, por ser uma cirurgia, implica riscos, requer anestesia e/ou sedação e internação.
             Convém, contudo ter expectativas realistas em relação ao resultado final. Os resultados são muito satisfatórios desde que a pessoa saiba que está melhorando o aspecto da pele e não eliminando gordura.
              A radiofrequência pode ser aplicada em mulheres de todas as idades, no entanto, quanto maior for a elasticidade da pele, melhor será o resultado final. Quando aplicada no abdômen, essa técnica pode ter resultados muito bons, especialmente em mulheres que pretendam recuperar a silhueta após o parto e em que os músculos ainda estão perfeitamente elásticos.
              Agora se essa mulher tiver 60 anos, obviamente que pode melhorar o seu pneu, mas a sua pele já não recupera totalmente, visto não ter a mesma elasticidade.
Mecanismos
             A Radiofrequência tem como mecanismo o aquecimento seletivo da derme por meio da resistência natural dos tecidos à passagem de uma corrente, provocando a rotação alternativa muito rápida das moléculas de água. Esse aumento de temperatura da derme deve atingir os 55 ºC para se obter um dano térmico controlado, que irá ter três consequências:
1 – Contração das moléculas de colágeno (efeito imediato) e a estimulação da síntese de novo colágeno (durante as semanas e meses seguintes) É o efeito procurado para tratar a flacidez;
2 – Aumento da circulação sanguínea local;
3 – Efeito de destruição de adipócitos.
Resultados imediatos
             Os resultados são visíveis logo após a primeira sessão. Há um efeito lifting imediato que não é o definitivo, mas que é muito compensador para quem está a fazer o tratamento. Quando aplicado nas coxas ou no abdômen, por exemplo, é possível perder dois centímetros de perímetro na primeira sessão.
             Para um efeito duradouro são necessárias quatro sessões com intervalos de duas a três semanas entre cada uma (corporal). Obviamente que, se não tiver cuidado, o corpo volta ao que era, sendo conveniente eliminar o estilo de vida sedentário e fazer uma alimentação saudável.
             Já para o rosto, são necessárias 3 a 6 sessões com descanso de um mês entre elas.
             Também é aconselhável uma nova sessão, semestralmente, ou de ano a ano, como manutenção.
             Dependendo da zona a ser tratada, cada sessão demora cerca de 20 minutos, quando aplicada na face e pescoço, e entre meia hora a 45 minutos, nas coxas e abdômen.
             Esse tratamento não é totalmente indolor, dependendo do limiar de dor de cada pessoa, principalmente nas regiões sobre os ossos, mas é algo que as pessoas toleram bem desde que o movimento seja bem feito.
             Em geral, as pessoas ficam satisfeitas com o resultado final, não tanto pelos centímetros perdidos, mas, fundamentalmente, pelo aumento da tensão da pele e perda de flacidez. *

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Seja um colunista
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER