Cortisol: O hormônio catabólico - Alimentos e dicas para o combater

Cortisol: O hormônio catabólico - Alimentos e dicas para o combater
EDUCACAO-FISICA
O cortisol é um hormônio do stress que realiza numerosas funções no corpo, ele está envolvido em ações anti-inflamatórias, no metabolismo da glicose e nas respostas imunes. No entanto, a superprodução de cortisol pode ter consequências para a saúde como cicatrização lenta, perturbação do sono e desequilíbrios no açúcar presente no sangue. Incorporando certos alimentos na sua dieta pode ajudar a níveis mais baixos de cortisol.

O chocolate escuro pode melhorar os níveis de cortisol. Serge Rezxi liderou uma equipe de pesquisadores que examinaram o impacto do consumo de chocolate escuro e stress no metabolismo energético em pacientes com traços de ansiedade. Os sujeitos foram designados para receber 40 g de chocolate escuro, durante duas semanas. No final do estudo, observou-se que o consumo de chocolate escuro diminuiu os níveis de cortisol, como relatado na edição de Dezembro de 2009 do "Journal of Proteome Research".

O ácido docosa-hexaenóico omega-3, também conhecido como DHA, podem diminuir a libertação de cortisol. Pesquisadores da Universidade de Medicina e farmacêutica de Toyama no Japão investigou a relação entre o consumo de DHA e os níveis de cortisol. Durante o estudo de 9 semanas, os indivíduos foram distribuídos aleatoriamente para receber um placebo ou DHA contendo óleo vegetal misturado. No início e no final do estudo, os hormónios cortisol e noradrenalina foram medidos. Os cientistas descobriram que o grupo DHA tinha baixado os níveis de hormónios do stress em comparação com o grupo placebo, de acordo com a edição de outubro de 1999 do "Journal of Nutritional Science e Vitaminology". Alimentos ricos em DHA incluem ovos, nozes, salmão, atum e arenque.

Outros Alimentos ricos em vitamina C já testados como pimentão, brócolos, melancia e frutas cítricas pode ajudar a níveis mais baixos de cortisol. Dr. Samuel P. Campbell e seus colegas da Universidade de Alabama em Huntsville descobriu que ratos que receberam 200 mg de vitamina C experimentaram reduções nos níveis de cortisol, quando comparado com o grupo controle sob stress. A vitamina C melhora a função imunológica, o que ajuda a combater o stress, de acordo com o site "Science Daily".

O cortisol como hormônio sinônimo de stress e crescimento da barriga
Dicas: com o aumento do surgimento de pílulas dirigidas a aliviar a gordura da barriga, e simultaneamente combatendo o hormônio que é libertado após a experiência de uma situação estressante (que geralmente desencadeia desejos por alimentos gordos, doces), dietistas estão tornando-se mais e mais conscientes de quanto o stress pode afetar o sucesso da perda de peso.


No entanto, se a toma de fármacos para emagrecer não é "a sua praia", considere as seguintes dicas sobre como combater naturalmente o cortisol e comer cada vez mais de uma forma saudável:
Dica # 1: Caminhada. Seja o seu objetivo perder peso ou não, o exercício pode reduzir os níveis de cortisol e afastar significativamente os desejos de alimentos gordurosos ou doces. Mesmo que o seu peso real não desça, você pode observar uma barriga mais firme. Tem estar ciente de que, a fim de ver os resultados substanciais, não será necessário ter realmente uma libertação de endorfinas no cérebro (o que pode contrariar o cortisol). Exercite-se moderadamente durante pelo menos 45 minutos por dia.

Dica # 2: a prática da meditação, uma hora antes de deitar. Meditação pode certamente relaxar todo o corpo a qualquer hora do dia, mas praticado antes de dormir pode levar a descansar mais, e ter um sono restaurador durante toda a noite. Descanso restaurador significa menos stress no corpo e no cérebro ao acordar, o que significa que os níveis de cortisol podem diminuir.

Dica # 3: Tente a respiração profunda durante os confrontos. Esse pico de cortisol que ocorre durante uma discussão ou situação intensa pode ser combatido naturalmente com uma prática simples de respiração que quase instantaneamente relaxa o corpo inteiro. Inspire pelo nariz por cinco segundos, segure por um momento, e expire o mais lentamente possível através da boca.

Dica # 4: Fazer as refeições em horários calmos. Stress e comer andam de mãos dadas com o cortisol induzindo desejos que contribuem para a circunferência da barriga. Tente acordar 15 minutos mais cedo para tomar o pequeno almoço na mesa, mesmo que seja apenas uma barra de cereais. Deve passar a almoçar sentado longe da sua área de trabalho, e jantar à mesa com a sua família o mais rápido possível, mesmo que isso signifique um pouco de reescalonamento ou planeamento familiar e laboral.

Dica # 5: Alongamentos na parte da manhã. A rotina de alongamento todas as manhãs pode não só aumentar a flexibilidade, mas, que melhoram os níveis de energia.

Dica # 6: Manter um mini-steper sob sua mesa de trabalho. Um mini-steper é uma ótima maneira de manter o corpo em movimento, quando de outra forma seria sedentário. Um passo lento e constante ao longo da sua jornada de trabalho pode fazer maravilhas. Muito melhor do que uma bola de stress...

Dica # 7: Mantenha os alimentos ricos em gordura saturada e açúcar fora da casa. Se você tiver que fazer uma corrida até a loja para obter o seu refrigerante, batatas fritas, ou uma barra de chocolate, as chances do seu desejo desaparecer são enormes antes ainda de você fazer o esforço. Se o stress relacionado com os desejos é um problema para si, simplesmente mantenha a tentação longe. Isso não significa que você não pode comer os seus doces ou gorduras favoritos de vez em quando, mas mantê-los fora da lista de compras regular pode reduzir a gordura na barriga no longo prazo.

Lembre-se que pode não ser possível aliviar completamente o cortisol, mas estas dicas naturais podem o ajudar a criar um novo estilo de vida que não é controlado por alimentos gordurosos. Fale com o seu médico se você implementou essas dicas e ainda está tendo problemas com os seus desejos.

Nelson Carvalho
CEO da Empresa - Flower Anatomy; CEO da empresa - Sim Doutor; Administracao e Coordenacao - PainCare Clinicas de Dor; Diretor Tecnico - Corpore Care Clinica do Exercicio; Master em Motricidade Humana; Especialista em Metodologia do Treino; PgD Fisiologia do Exercicio; PgD Nutricao Desportiva; Tec. Especialista em Medicina Fisica e Reabilitacao; Membro do ACSM; Cedula profissional IDP/ProCAFD 23292
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER