A Ecomuseologia e o Ecomuseu

A Ecomuseologia e o Ecomuseu
TURISMO-E-HOTELARIA
Os conceitos fundamentais da ecomuseologia são três: o de território musealizável; o conceito amplo de patrimônio cultural (composto por bens materiais, imateriais e naturais); e o conceito de comunidade participativa.

Território musealizável: é a idéia central desse modelo de museu. O território é o espaço onde se desenvolve o cotidiano das pessoas, possível de ser musealizado. Os bens culturais componentes desse patrimônio existem e devem permanecer em seu local de origem. Esse é outro conceito definidor da ecomuseologia - a preservação in situ.

Patrimônio cultural: Para a ecomuseologia o modo de vida das comunidades, todo o saber adquirido, os objetos, edificações, as práticas tradicionais, usos e costumes, devem ser preservados. Entretanto, não somente os aspectos culturais devem ser alvo da preservação, como também toda a espécie animal ou vegetal do território. Isto se deve ao entendimento do seu criador (Georges-Henri Rivière) segundo o qual cada espécie teria uma função específica - identificada ou não - a desempenhar em seu meio ambiente no presente ou no futuro, fosse pelo aspecto médico, científico ou econômico.

População: Segundo Rivière, o ecomuseu existe essencialmente para a população. Suas ações sociomuseológicas colocam a comunidade em contato direto com sua história, sua cultura, seu meio ambiente, e sua identidade, desencadeando um processo de valorização do patrimônio cultural e natural.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER