Os Rhynchocephalia

Os Rhynchocephalia
BIOLOGIA
Este grupo apesar da diversidade e distribuição muito reduzida, com apenas o gênero Sphenodon que ocupa áreas da Nova Zelândia, este grupo apresenta-se muito diverso no registro fóssil. Os fósseis indicam que houve espécies insetívoras e herbívoras de pequeno porte, ocupando nichos terrestres e arborícolas, mas que houve também irradiações marinhas deste grupo, com algumas espécies alcançando, mais de 1 metro de comprimento.

As duas espécies de Rhynchocephalia viventes estão em grande perigo de extinção sendo que a espécie Sphenodon guentheri está restrito a cerca de 300 indivíduos isolados em uma região de 1,7 hectares na Nova Zelândia. A outra espécie Sphenodon puncatus, apesar de possuir um número maior de indivíduos, também corre sério perigo de extinção.

Os tuatara adultos medem por volta de 60 centímetros de comprimento. São noturnos e carnívoros, alimentando-se de invertebrados e pequenos vertebrados. Este grupo apresenta uma articulação diferenciada entre o crânio e mandíbula que permite que a mandíbula se desloque para frente durante a alimentação criando um efeito cortante auxiliado pelos dentes hipertrofiados da pré-maxila. A temperatura de atividade dos tuatara é muito baixa quando comparada com os demais Lepidosauria. Foram relatadas, temperaturas de até 6o em tuatara em atividade, uma temperatura muito baixa, todavia esta pode se tratar de uma especialização à vida próxima às colônias das aves de onde estes animais retiram seu alimento.

Squamata

Lagartos
As aproximadamente 4000 espécies de lagartos atuais apresentam uma grande variedade de tamanhos, desde diminutas lagartixas até a maior espécie vivente o dragão de Komodo (Varanus komodoensis) que pode atingir até três metros de comprimento. Todavia, 80% dos lagartos pesam quando adulto menos de 20 gramas e são insetívoros. Estes animais apresentam uma grande diversidade de nichos ocupados, ocupando desde desertos, florestas tropicais e regiões temperadas.

A maioria dos lagartos de grande porte são herbívoros arborícolas. Algumas espécies possuem como ambiente regiões alagadas, pantanosas ou praias, todavia poucas espécies entram com frequência na água. O iguana marinha de Galápagos é uma exceção, passando grande parte do dia “pastando” em rochas submersas próximas a costa. Uma exceção sobre os lagartos de grande porte é a família Varanidae, que são lagartos de grande porte e carnívoros, alimentando-se de uma grande variedade de vertebrados e invertebrados, incluindo mamíferos de médio porte.


A redução de membros ocorreu várias vezes no grupo. Análises indicam que a perda de membros possa ter ocorrido até 62 vezes ao longo da história evolutiva do grupo, sendo que em todos os continentes em que estes animais ocorrem existem famílias que possuem redução de membros.

Os Amphisbaenia (conhecidos popularmente no Brasil, como cobra cega, representam um grupo sem membros que representam cerca de 140 espécies e são animais fossoriais (vivem em galerias subterrâneas), apresentando diversas características para tal. A maioria das espécies não apresenta membros, todavia, o gênero Bipes pode ser reconhecido pela presença dos membros anteriores muito reduzidos.

O crânio das Amphisbaenia é rígido e utilizado para cavar as galerias onde estes animais vivem. A dentição destes animais também é característica, o único dente mediano da maxila superior atuando juntamente com os dentes da mandíbula permite que estes animais arranquem pedaços de carne de presas que não podem ser engolidas por inteiro.

O Corpo destes animais também é característico com o corpo aparentemente segmentado (como as Cecílias). São animais predadores com uma mordida muito forte, mas dado o hábito fossorial dificilmente entram em contato com o ser humano.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER