Estruturas de mercado

Estruturas de mercado
ADMINISTRACAO
INTRODUÇÃO

De acordo com Garcia e Vasconcellos, (2005, p.35), “A partir da demanda e da oferta de mercado são determinados o preço e a quantidade de equilíbrio de um dado bem ou serviço. O preço e a quantidade, entretanto, dependerão da particular forma ou estrutura desse mercado, ou seja, se ele é competitivo, com muitas empresas, produzindo um dado produto, ou concentrado em poucas ou em uma única empresa.”


Desta maneira, as estruturas de mercado, são diferenciadas de acordo com as características presentes na forma de realização do mercado. Essas características variam principalmente de acordo com o número de vendedores e compradores e também com o tipo de produto, se ele é facilmente substituível ou não.


Este estudo aborda com mais detalhes os diferentes tipos de estrutura de mercado e suas principais características, e também faz a análise de uma empresa e a classifica de acordo com uma estrutura de mercado, justificando o porque desta classificação.



ESTRUTURAS DE MERCADO

De acordo com Maura Montella (2004, p.38), o mercado é “[...] o conjunto de compradores e vendedores que interagem entre si.” E as estruturas de mercado são “[...] as características de cada mercado em função do número de compradores e vendedores e da diferenciação ou homogeneidade dos produtos transacionados.”


Assim sendo, o mercado compreende a interação e o envolvimento de compradores e vendedores. Os compradores estão em busca de algo que supra as suas necessidades e os vendedores são os possuidores desse suprimento que interessa aos compradores.


As estruturas de mercado estão relacionadas com características de mercado, que são principalmente, o número de vendedores e de compradores e as diferenças ou igualdades dos produtos a serem negociados.


AS DIFERENTES ESTRUTURAS DE MERCADO

De acordo com vários fatores temos diferenciação nas estruturas de mercado.


CONCORRÊNCIA PERFEITA

Conforme aponta André Luiz Kopelke (2007, p.151), “É uma estrutura de mercado caracterizada pelo grande número de firmas e compradores.” Existe um grande número de empresas e também um grande número de compradores que atuam na estrutura de concorrência perfeita. Existe pleno conhecimento do mercado, tanto por parte das empresas como também por parte dos compradores.


Os compradores e também os donos das empresas sabem o preço praticado pelas outras empresas e não existem barreiras de entrada para este tipo de estrutura. Os compradores individualmente não têm poder de modificar os preços praticados pelo mercado, pois existem vários consumidores totais.


Os donos da empresa também não podem aumentar seus preços devido à grande concorrência, e presença de muitas empresas de mesma atuação. Nos dias atuais, praticamente não existe mais este tipo de estrutura de mercado.



COMPETIÇÃO IMPERFEITA OU MONOPOLISTA

Segundo André Luiz Kopelke (2007, p.152), “A grande diferença desse modelo de estrutura de mercado em relação à concorrência perfeita é que aqui os produtos oferecidos pelas firmas são diferenciados entre si.”


Isso significa que os produtores criam diferenciais em seus produtos para atrair mais atenção dos consumidores. Esse diferencial pode ser a marca, a qualidade, o marketing. Como o produto apresenta um diferencial em relação aos seus concorrentes, seu preço também pode se tornar um pouco mais elevado, porém não muito maior, pois sempre aparecem concorrentes com produtos muito semelhantes a preços baixos.
OLIGOPÓLIO

Conforme Gonçalves et al. (2003, p.45), “ O oligopólio é uma estrutura de mercado intermediária entre o monopólio e a concorrência perfeita.[...], é o único ambiente de mercado no qual se observa rivalidade entre as empresas participantes.” Isso acontece porque o número de empresas concorrentes não é muito grande, e geralmente essa concorrência é feita por grandes empresas. Quando uma delas toma uma atitude importante, esta deve ser considerada pelas demais, pois repercutirá no mercado.


Para que uma empresa entre no oligopólio é muito difícil, pois, isso exige um grande investimento de capital e também de tecnologia.


As empresas participantes do oligopólio podem formar um cartel, onde se organizam para estabelecer preços fixos para todas as companhias que pertencem ao mesmo setor, ainda assim elas poderão competir entre si, mas, não mais pelo preço, e sim por outros fatores como atendimento, qualidade, marketing, etc.
Com o preço estabelecido pelo cartel, os consumidores não terão a possibilidade de escolha e comprarão delas.



MONOPÓLIO

“O monopólio encontra-se no extremo oposto da concorrência perfeita e tem como principal característica a existência de uma única firma vendendo um produto que não tenha substitutos próximos.” (MONTELLA, 2004, p. 39, grifo do autor).


Portanto, o monopólio se caracteriza por apenas uma empresa oferecendo determinada mercadoria. Como apenas uma empresa detém a mercadoria ela tem maior poder de negociação frente aos consumidores. Nessa estrutura de mercado é impossível a entrada de novas firmas.


As barreiras que impedem a entrada de novas firmas neste tipo de estrutura são: monopólio natural, patentes, controle de matérias primas básicas e monopólio institucional.




REFERÊNCIAS

GONÇALVES, A.C.P. et al. Economia Aplicada. 2.ed.rev. e atual. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2003.


GARCIA, M.E.; VASCONCELLOS, M.A.S. Fundamentos de Economia. 2.ed. São Paulo: Saraiva, 2005.


KOPELKE, André Luiz. Economia. 2.ed. Indaial: Editora Asselvi, 2007.


MONTELLA, Maura. Economia Passo a Passo. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2004.

Artieres Nataniel Ribeiro Teçari
FORMAÇÃO  Engenharia Mecânica. Cursando 08 período.  Pós-Graduação em Gerenciamento de Projetos. Conclusão em 2015.  Engenharia Mecatrônica (Controle e Automação), Conclusão 2009.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER