artigo

quinta-feira, 28 de maio de 2009 - 15:23

Tamanho do texto: A A

Oncogênese

por: Colunista Portal - Educação

O organismo humano encontra-se exposto a múltiplos fatores carcinogênicos, com efeitos aditivos ou multiplicativos. Sabe-se que a predisposição individual tem um papel decisivo na resposta final, porém não é possível definir em que grau ela influencia a relação entre a dose e o tempo de exposição ao carcinógeno e a resposta individual à exposição.

Independentemente da exposição a carcinógenos, as células sofrem processos de mutação espontânea, que não alteram o desenvolvimento normal da população celular como um todo.

A Oncogênese são o conjunto de alterações cromossômicas, celulares e, ou, genéticas que culminam no desenvolvimento de um câncer.

Existem Agentes Oncogênicos Químicos da oncogênese química como os hidrocarbonetos policíclicos aromáticos que derivam da combustão incompleta da carvão, petróleo e tabaco. Assim como silicone e aminas aromáticas e muito outros.

E existem Agentes Oncogênicos que causam a oncogênese Físicos como a radiação ultravioleta e a Radiação ionizante. Oncogênese física é uma energia radiante, solar e ionizante, é o mais importante carcinógeno físico. Cânceres de mama, ossos e do intestino são menos suscetíveis à carcinogênese por este tipo de radiação.

Outrso fatores que podem causar a oncogênese são os agentes oncogênicos biológicos como o vírus EBV, Vírus HPV, Vírus da Hepatite B e C, Bactérias e outros.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Fisioterapia