artigo

quarta-feira, 2 de julho de 2008 - 18:58

Tamanho do texto: A A

Paciente oncológico: tratamentos, clínico e emocional, são fundamentais

por: Colunista Portal - Educação

Câncer é um termo genérico usado para referir-se ao crescimento de tecido anormal no corpo. Uma característica típica do câncer é a perda do controle do crescimento normal do tecido. Isto significa que as células cancerosas não têm um limite de crescimento como as células normais. Uma das maneiras como os tumores podem causar problemas médicos é avolumando-se de forma tal que passam a pressionar o tecido normal adjacente. Outra é desenvolvendo células que funcionam de modo diferente das células normais. Considerando-se que este crescimento anormal pode ocorrer em vários tipos de células do corpo, podemos ter uma série de doenças que são classificadas como formas de câncer. Esta classificação depende basicamente da semelhança destas células cancerosas com determinadas células normais quando examinadas ao microscópio. Às vezes, a localização do tumor ajuda a classificar o tipo de câncer. A radiação é usada para o tratamento do câncer porque pode reagir com o DNA da célula cancerígena e provocar sua morte. Tipos diferentes de radiação podem ser eficazes contra o câncer.

O paciente oncológico necessita de atendimento especializado não apenas na clínica e diagnóstico da doença, mas, sobretudo no apoio emocional. É de fundamental importância que o paciente saiba que sua vida que é olhada durante o tratamento clínico oncológico, é como um grande mapa de uma cidade que necessita ser explorada e conhecida com recursos modernos que possibilite conhecê-la com segurança e rapidez. Sabe-se hoje em grandes centros clínicos do mundo que a psicoterapia do paciente é importantíssima levando-se em conta que o paciente cuidado emocionalmente tem mais disponibilidade e flexibilidade para aceitar os tratamentos oncológicos e até por que não dizer, ele tem muito mais compreensão a cerca de sua vida e logicamente, sentindo-se seguro e confiante, torna-se receptivo organicamente e psicologicamente para receber o tratamento e reagir positivamente a ele, 3 vezes mais que o paciente que não recebe o tratamento psicoterápico. 

Todo paciente que recebe o tratamento psicoterápico reage positivamente mais rápido aos tratamentos oncológicos e sente-se atendido no sentido mais amplo do significado do termo, bem como sua família que sempre fica tão aflita e desestruturada durante o tratamento, necessita deste apoio psicoterápico. O cirurgião oncológico compreende o que passa com o paciente, quais são as suas necessidades e de que forma as “armadilhas” da comunicação e a postura do profissional frente a ele podem facilitar ou dificultar o estabelecimento de uma boa aliança terapêutica. Os enfermeiros têm dificuldades em desenvolver o cuidado com o paciente devido à falta de conhecimentos específicos sobre o câncer, dor crônica e sua terapêutica, como também, nas habilidades expressivas para promoverem o apoio psicológico adequado. 

Redação Portal Educação

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Fisioterapia