artigo

sexta-feira, 23 de novembro de 2012 - 12:02

Tamanho do texto: A A

Teorias a respeito do Desenvolvimento Motor

por: Colunista Portal - Educação

O ganho de habilidades motoras seguindo a sequência de controle
O ganho de habilidades motoras seguindo a sequência de controle
A teoria do Desenvolvimento Neuromaturacional defende os processos biológicos como a principal influência para o desenvolvimento humano. A escala de Bayley (1936, apud PAYNEE; ISAACS 2007, p.14) representa o comportamento motor normativo dos primeiros 3 anos de vida. Nela, a conquista de habilidades motoras ocorrerá de maneira altamente previsível e num intervalo de tempo esperado para cada ação, de acordo com o processo de maturação do SN.

Paynee; Isaac (2007, p. 7 – 8) estabelecem alguns termos gerais que tratam o desenvolvimento motor: um deles é a respeito do sentido padrão de desenvolvimento, que permite a aquisição do domínio das destrezas, sendo eles: o céfalo-caudal e o próximo-distal (direção desenvolvimental). O ganho de habilidades motoras seguindo a sequência de controle da cabeça, troncos e braços, pernas e pés explicam o padrão de desenvolvimento céfalo-caudal, ou seja, da cabeça em direção aos pés.

O padrão próximo-distal faz relação com os ganhos que acontecem inicialmente próximo ao tronco (central), indo para regiões proximais de MMSS e MMII, progredindo até chegar às mãos e pés (distalmente).

Outros termos relacionados são a diferenciação (“progressão de um movimento imaturo e rudimentar para um movimento preciso”) e a integração (progressão gradual da capacidade de movimentação).

Paynee; Isaacs (2007), afirmam ainda que com o processo de envelhecimento ocorre a regressão da capacidade de movimentação, com inversão destes padrões. Os últimos movimentos adquiridos serão os primeiros a apresentar sinais destas perdas.

A teoria dos Sistemas Dinâmicos:
Ao contrário do que se propõe para a aquisição de habilidades motoras, na teoria embasada no desenvolvimento neuromaturacional, a Teoria dos Sistemas Dinâmicos não acredita em padrões de aquisição de habilidades predeterminados em tempos específicos. Nesta teoria são levadas em conta a mudança e a auto-organização para o desenvolvimento do sistema. Este processo ocorre de maneira contínua e dinâmica. (GONÇALVES, 1995)

Então, não se atrela o desenvolvimento motor exclusivamente ao processo de maturação dos sistemas, além disso, os Sistemas Dinâmicos leva em consideração outros componentes que podem interferir na aquisição de habilidades motoras no decorrer do processo de desenvolvimento. Entre os componentes, podemos citar o peso corporal, a força e resistência muscular, a conformação anatômica articular, as condições musculoesqueléticas para o suporte postural, as condições ambientais, o nível de atenção e motivação, etc.

Cada criança, dentro de suas características pessoais (físicas e psíquicas), vivendo os mais diferenciados estímulos ambientais, responderá às mudanças de maneira única e individualizada buscando através da auto-organização retomar o controle das situações. Por este motivo o processo é contínuo e dinâmico, sujeito a perturbações do equilíbrio, forçando o indivíduo a encontrar uma maneira de transpor uma nova situação. No decorrer do dia-a-dia, a criança vivenciará situações conhecidas e desconhecidas. Em situações conhecidas, lança mão de sua memória para atingir seus objetivos. Em situações desconhecidas se utiliza dos sistemas para criar ou adaptar comportamentos que o possibilitem vencer a nova tarefa.

“O organismo com sua bagagem hereditária, em contato com o meio, perturba-se, desequilibra-se e, para superar esse desequilíbrio e se adaptar, constrói novos esquemas. [...] dessa maneira, as ações da criança sobre o meio: fazer coisas, brincar e resolver problemas podem produzir formas de conhecer e pensar mais complexas, combinando e criando novos esquemas, possibilitando novas formas de fazer, compreender e interpretar o mundo que a cerca” (PIAGET, apud BERSCH, R. MACHADO, R. 2007, p.16)
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Fisioterapia