CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Hipertensão Arterial Sistêmica: Uma doença silenciosa

Artigo por Colunista Portal - Educação - quarta-feira, 30 de junho de 2010

Tamanho do texto: A A

 

 

Hipertensão Arterial Sistêmica: Uma doença silenciosa.
Enf.° Alisson Daniel Fernandes da Silva
                A hipertensão arterial sistêmica ou simplesmente hipertensão arterial é uma doença grave caracterizada pela elevação da pressão arterial e é considerada uma das doenças com maior prevalência no mundo moderno.
                Os principais fatores de risco para a hipertensão arterial são os seguintes:
Ø Idade;
Ø Etnia;
Ø Sexo;
Ø Nível socioeconômico;
Ø Ingestão de sal;
Ø Sedentarismo;
Ø Obesidade;
Ø Consumo de álcool.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera os seguintes valores para determinação da pressão arterial:
Ø Normal: 120 x 80 mmHg;
Ø Limítrofe: 130 x 85 mmHg;
Ø Hipertensão: 140 x 90 mmHg.
A IV Diretrizes Brasileira de Hipertensão Arterial da Sociedade Brasileira de Cardiologia considera os seguintes estágios:
Ø Leve (1): 140 x 90 mmHg e 159 x 99 mmHg;
Ø Moderada (2): 160 x 100 mmHg e 179 x 109 mmHg;
Ø Grave (3): acima de 180 x 110 mmHg.
É considerada uma doença silenciosa pois na maioria dos casos não apresenta sintomatologia alguma e mesmo quando há algum sintoma, estes são comuns também a outras doenças.
Os principais manifestações clínicas relacionados a hipertensão arterial são: cefaléia, epistaxe, tontura, cansaço e rosto hiperemiado. Quando a pessoa passa um determinado período com a hipertensão arterial sem tratamento adequado, aparecem sintomas como cefaléia, fadiga, náuseas, vômitos, dispnéia, visão turva e lesões em órgãos como coração, cérebro e rins.
São cuidados de enfermagem com pacientes com quadro hipertensivo:
Ø Propiciar ao paciente um ambiente tranqüilo para favorecer repouso e relaxamento;
Ø Verificação dos sinais vitais principalmente P.A. todos os dias no mesmo horário;
Ø Evitar excesso de atividades físicas;
Ø Administrar medicamentos prescritos observando o aparecimento de efeitos colaterias;
Ø Observar dieta (hipossódicas) pobre em sal;
Ø Anotar o volume hídrico (ingestão e excreção);
Ø Balanço hídrico;
Ø Observar e anotar os efeitos colaterais da medicação (hipotensão, sensação de deesmaio, secura na boca, sonolência).
A enfermagem exerce um papel fundamental na prevenção e controle da hipertensão arterial, pois trabalha com a orientação direta ao paciente e participa de todas as fases do tratamento deste paciente.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.