artigo

terça-feira, 1 de janeiro de 2008 - 00:00

Tamanho do texto: A A

Conhecimento dos enfermeiros acerca da auditoria hospitalar

por: Colunista Portal - Educação

Conhecimento dos enfermeiros acerca da auditoria hospitalar
Conhecimento dos enfermeiros acerca da auditoria hospitalar
EMMANOELA DE ALMEIDA PAULINO
Enfermeira – especializanda em Saúde da Família
Rua Damasquino Ramos Maciel- 426 Bessa; João Pessoa PB
Telefone: 83-3258.1390 / 83- 8838.7168
e-mail: manupaulino@gmail.com

RESUMO
PAULINO, E. de A. Conhecimento dos Enfermeiros Acerca da Auditoria Hospitalar. João Pessoa.

A auditoria em Enfermagem avalia a qualidade da assistência prestada ao paciente, verificada através dos registros encontrados no prontuário do mesmo. O trabalho do enfermeiro auditor apresenta-se como um ramo em ascensão com vertentes de enfoques diversos como auditor de contas e de pesquisa da qualidade da assistência. Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de verificar o nível de conhecimento dos enfermeiros acerca da auditoria hospitalar. Trata-se de um estudo exploratório descritivo com abordagem quantitativa desenvolvida no H.M.S.F. uma instituição referência no atendimento hospitalar no município de João Pessoa – PB, o qual participaram dez enfermeiros. Os dados foram coletados através da técnica de Questionário com perguntas subjetivas. Os resultados revelaram que os participantes da pesquisa apresentaram conhecimentos limitados acerca da auditoria.

Unitermos: Conhecimento, Enfermeiro, Auditoria.

ABSTRACT

PAULINO, E. de A. The knowledge of nurses in auditoria hospitalar. João Pessoa.
The knowledge of nurses in auditoria hospitalar

The auditoria in Nursing verifies the quality of the attendance offered to the patients in hospitals, and this quality is analysed through the registers in the dossier of the patients. The activity of the auditor nurse presents itself as an increasing ramification of Nursing that has several approaches, like auditor of accountancy and auditor of researches in attendance quality. This paper has the objective of verifying the level of the knowledge of the nurses in auditoria hospitalar. It is a exploratório-descritivo research with quantitative approach that was developed in H.M.S.F., an exemplar institution in hospitalar attendance in the city of João Pessoa – PB. The data were collected by using questionnaires with subjective questions, which were responded by six nurses. The results showed that the nurses that took part of this research have limited knowledge in auditoria.
Key words: knowledge, nurse, auditoria.

LISTA DE TABELAS E GRÁFICOS
Tabela I – Distribuição quanto à importância do enfermeiro no processo de auditoria.
Tabela II – Distribuição quanto a descrição do processo de auditoria.
Gráfico I – Distribuição sobre conhecimento acerca do que é auditoria?
Gráfico II – Distribuição quanto a importância do preenchimento do prontuário pelos profissionais de enfermagem

INTRODUÇÃO
A palavra auditoria tem sua origem no latim “audire” que significa ouvir. No início da história da auditoria, toda pessoa que possuía a função de verificar a legitimidade dos fatos econômico-financeiros, prestando contas a um superior, poderia ser considerado como auditor. (RIOLLINO,2003).

Atualmente, a auditoria tem desempenhado um importante papel às instituições hospitalares, especialmente no âmbito financeiro-comercial, avaliando consumos e cobranças realizadas pela instituição, podendo agir como membro da própria instituição ou representante de fontes pagadoras (RIOLLINO,2003.)

A auditoria de Enfermagem apresenta crescente inserção no mercado de trabalho, tanto às atividades voltadas a área contábil como as voltadas à qualidade, sejam de serviços, documentos ou processos. O que se busca atualmente é a auditoria da qualidade da assistência, com redução de custos, agregando os valores financeiros aos valores qualitativos. Esta qualidade pode ser descrita como a adequação de um produto/serviço às necessidades de uso da clientela, além da satisfação às expectativas e exigências de usuário/cliente. (RIOLLINO,2003).
Segundo Kurcgant (1991), auditoria em enfermagem é a avaliação sistemática da qualidade da assistência de enfermagem, verificada através das anotações de enfermagem no prontuário do paciente e/ou das próprias condições deste.

A percepção dos profissionais de Enfermagem como sendo um dos principais contribuintes no processo de auditoria, torna mais eficiente a assistência ao paciente através de melhor controle sobre o prontuário. Por ser uma área onde ainda há poucos profissionais atuando, existe uma grande necessidade de melhor orientação aos enfermeiros quanto à importância de sua contribuição, bem como sobre os benefícios desse serviço. Será que os profissionais de Enfermagem conhecem seu papel no processo de auditoria hospitalar?

O estudo do nível de conhecimento da Enfermagem no seu cotidiano quanto à realização da auditoria hospitalar é de relevante importância para o aperfeiçoamento dos profissionais, pois resultará em maior eficiência no que diz respeito aos aspectos quantitativos, econômicos e financeiros, para a instituição, bem como na qualidade de assistência ao paciente.

CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS

1. TIPO DE ESTUDO:

Trata-se de um estudo do tipo exploratório cuja finalidade visa proporcionar maior familiaridade com o problema com vistas a torná-lo explícito ou a construir hipóteses. Envolvem levantamento bibliográfico; entrevistas com pessoas que tiveram experiências práticas com o problema pesquisado; análise de exemplos que estimulem a compreensão. (GIL, 1991)

E o método de abordagem escolhido é o quantitativo, pois permite a quantificação e dimensionamento do universo pesquisado, sendo caracterizado por utilizar definição de amostras representativas do universo, a aplicação de questionários estruturados e tratamento estatístico e analítico dos dados coletados.

2. LOCAL DE ESTUDO

Para a realização deste estudo a pesquisadora selecionou uma instituição de referência no atendimento hospitalar no município de João Pessoa.

3. POPULAÇÃO E AMOSTRA:

A população do estudo foi constituída por enfermeiros, tendo como amostra um grupo composto por 6 (seis) enfermeiros assistenciais.

4. CONSIDERAÇÕES ÉTICAS

Ressaltamos que foram considerados os aspectos éticos que envolvem a pesquisa em seres humanos, preconizados pela resolução 196/96, do Conselho Nacional de Saúde, no tocante a livre decisão de participar ou não, através do Termo de Consentimento livre e esclarecido, como também de desistir a qualquer momento. Garantindo também o direito ao sigilo e anonimato dos participantes (GIL, 1996).

5. ETAPA DA COLETA DE DADOS:

A coleta de dados foi realizada no mês de maio de 2006, tendo como instrumento de coleta de dados um questionário, elaborado previamente com perguntas subjetivas (abertas) pertinentes ao objetivo proposto.

A técnica de questionário pode ser definida como um formulário impresso, usado pelos entrevistadores, contendo todas as perguntas na ordem em que devem ser feitas, com espaço para anotações das respostas. (www.insider.com.br.2005)

Esta fase da pesquisa teve início após aprovação do projeto de pesquisa pelo Comitê de Ética e Pesquisa da instituição de ensino envolvida. Posteriormente a pesquisadora entrou em contato com a instituição selecionada para obter autorização para a coleta de dados, depois foi feito um contato prévio com os participantes selecionados, informando-lhe do objetivo do estudo e agendou horários com os respectivos participantes, conforme a disponibilidade e interesse dos mesmos em participar do questionamento.

Após anuência dos participantes do estudo, mediante assinatura do termo de consentimento livre e esclarecido foi entregue o instrumento para a coleta de dados para ser respondido e na data marcada ser devolvido à pesquisadora.

6. ANÁLISE DE DADOS

A partir das respostas dos questionários, todos os dados fornecidos serão apurados e organizados em forma de gráficos e tabelas e os resultados da pesquisa serão apresentados através relatórios estatísticos.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Enfermagem