artigo

terça-feira, 1 de janeiro de 2008 - 00:00

Tamanho do texto: A A

Programa de controle da Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus

por: Colunista Portal - Educação

PROGRAMA DE CONTROLE DA HIPERTENSÃO ARTERIAL
PROGRAMA DE CONTROLE DA HIPERTENSÃO ARTERIAL
PROGRAMA DE CONTROLE DA HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETES MELLITUS DO
SISTEMA PENITENCIÁRIO DO RIO DE JANEIRO



Introdução:


A Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e o Diabete Mellitus (DM) constituem fatores de risco para doenças cardiovasculares (morte súbita, infarto agudo do miocárdio, edema agudo de pulmão, acidente vascular encefálico e insuficiência renal). As mais incidentes são o infarto agudo do miocárdio (IAM) e o acidente vascular encefálico (AVE).


Essas doenças constituem a principal causa de mortalidade na faixa etária de 30 a 69 anos e são responsáveis por 65% do total de óbitos, atingindo a população adulta em plena fase produtiva. Por esse motivo, a HAS e DM foram consideradas agravos de saúde pública, onde cerca de 60% a 80% dos casos podem ser tratados no âmbito de atenção básica, de acordo com o Caderno de Atenção Básica nº 07 do MS/2001. Dessa forma, evita-se o aparecimento e a progressão das complicações, reduz-se o número das internações hospitalares devido a esses agravos, bem como a mortalidade por doenças cardiovasculares.


Atualmente, 16,6 % dos leitos ocupados correspondem a internações por HAS e DM no Hospital Penal Fábio Soares Maciel e 21,3% no Hospital Penal Hamilton Agostinho.


Justificativa:
Em 2001, o Ministério da Saúde promoveu a campanha de Detecção de Casos Suspeitos para Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus, direcionada para indivíduos com mais de 40 anos.


No entanto, o efetivo carcerário, por representar uma população que vive sob regime fechado, não participa das ações específicas que atingem a população em geral por meio do SUS.


Com essa preocupação e de acordo com as exigências da parceria do Ministério da Saúde e da Justiça, foi promovida no complexo prisional do Estado do Rio de Janeiro uma campanha de HAS e DM no mês de dezembro do ano de 2001, afim de possibilitar a implementação das diretrizes propostas para o diagnóstico precoce e tratamento desses agravos. O levantamento preliminarmente realizado demonstrou que um índice de aproximadamente 20% do contingente de internos apresentou-se como casos suspeitos de hipertensão arterial e diabetes.


Este planejamento tem o intuito de subsidiar a implantação e/ou implementação das metas propostas pelo Plano Nacional de Saúde no Sistema Penitenciário, integrando ações e buscando as parcerias necessárias em outras instâncias para o controle e a captação de casos novos de diabetes e hipertensão.


Considerando que estas doenças podem levar à invalidez parcial ou total, o programa desenvolvido permitirá além da identificação precoce dos casos, evitar futuras complicações, melhorar a qualidade de saúde oferecida à população encarcerada, e reduzir gastos com hospitalizações, exames e medicações.


Objetivo Geral:

Implementar ações de prevenção e assistência à saúde à população carcerária portadora de Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus, e promover o tratamento clínico e/ou medicamentoso, quando necessário.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Enfermagem