CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Hematócrito

Artigo por Colunista Portal - Educação - segunda-feira, 26 de março de 2012

Tamanho do texto: A A

os equipamentos o hematócrito é calculado no número de eritrócitos e no VCM
os equipamentos o hematócrito é calculado no número de eritrócitos e no VCM
O Hematócrito (Ht) é a proporção de elementos figurados em relação ao plasma, sendo uma representação geral acumulada das alterações de eritrócitos e hemoglobina. A técnica manual (micro-hematócrito) retém o plasma (cerca de 1 a 4%) gerando alterações nos índices. Nos equipamentos o hematócrito é calculado com base no número de eritrócitos e no VCM, sendo que o hematócrito automatizado é cerca de 1 a 2% menor que o obtido por técnica manual.

O excesso de EDTA desidrata os eritrócitos, o que resulta em resultados menores que os reais. As dosagens de Hemoglobina e Hematócrito da amostra revelam a massa eritrocitária e a hemoglobina total, havendo uma relação entre a massa eritrocitária da amostra e a total. O aumento do volume plasmático (pseudoanemia) reduz o hematócrito e pode ser encontrado na gravidez, insuficiência renal, esplenomegalia e uso excessivo de líquidos endovenosos (soro).

A diminuição do volume plasmático (pseudoeritrocitose) aumenta o valor do hematócrito, podendo ser observado com o uso de diuréticos, na obesidade, no estresse e em queimaduras. O valor de hematócrito normal pode ser encontrado na diminuição harmônica da volemia, como ocorre nas hemorragias e na elevação harmônica da volemia, como ocorre nas transfusões de sangue total.

ÍNDICES HEMATIMÉTRICOS
Os Índices Hematimétricos são o VCM, o HCM e o CHCM. Anteriormente todos eram calculados e com o advento dos contadores eletrônicos o VCM passou a ser medido e o hematócrito passou a ser calculado, permanecendo o HCM e o CHCM calculados. São itens “secundários” uma vez que, pelo fato de serem calculados, podem estar normais em situações graves, onde há redução concomitante e proporcional de eritrócitos e hemoglobina, por exemplo.

Por outro lado são importantes na detecção de desequilíbrio, por exemplo: um aumento no número de eritrócitos dentro da normalidade e uma redução também dentro da normalidade da hemoglobina, o que resultaria em índices de eritrócitos e hemoglobina normais, porém o HCM estaria reduzido.

Volume Corpuscular Médio (VCM)
Avalia a média do tamanho (volume) das hemácias, que podem estar em seu tamanho normal (normocíticas – VCM entre 82 e 92 fL), diminuídas (microcíticas – VCM menor que 82 fL) ou aumentadas (macrocíticas – VCM maior que 92 fL). É um índice valioso quando determinado em contadores eletrônicos, uma vez que a determinação calculada utiliza os resultados do micro-hematócrito e a contagem de eritrócitos, ambos com alta porcentagem de erro e desvio padrão.

O VCM é muito útil na determinação do tipo de anemia, uma vez que direciona o clínico para a pesquisa da causa da anemia. O achado de microcitose é comum em anemias por deficiência de ferro, nas doenças crônicas, nas talassemias, etc. O aparecimento de macrocitose pode estar associado à presença de um grande número de reticulócitos, ao tabagismo, à deficiência de vitamina B12 e de ácido fólico, etc.

Hemoglobina Corpuscular Média (HCM)
O HCM é o Índice Hematimétrico que corresponde à média de hemoglobina por eritrócito. Pode estar elevado na presença de macrocitose e diminuído na presença de hemácias microcíticas. Se obtido por contadores eletrônicos é uma excelente ferramenta para detectar desequilíbrios, porém, se obtidos pelo método manual tem-se as mesmas observações para o VCM.

Concentração De Hemoglobina Corpuscular Média (CHCM)
É a avaliação da hemoglobina encontrada em 100 mL de hemácias, uma determinação em peso/volume, sendo o valor normal de 32,9 36 g/dL. Valores acima de 36 não são possíveis, salvo em casos de esferocitose devido à perda de porções de membrana e desidratação do eritrócito. Pelas técnicas manuais deve-se rejeitar valores altos do CHCM devido a possíveis erros para mais na hemoglobina e para menos no hematócrito.

Esse índice permite a avaliação do grau de saturação de hemoglobina no eritrócito. A saturação da hemoglobina normal indica a presença de hemácias ditas normocrômicas. Quando diminuída, teremos hemácias denominadas hipocrômicas e, quando aumentadas, hemácias hipercrômicas. Atualmente, com o advento dos contadores eletrônicos, o CHCM passou a ser o melhor índice para determinar hipocromia, uma vez que independe da contagem de eritrócitos.

Red Cell Distributions Width (RDW)
A variação do tamanho das hemácias é analisada eletronicamente pela variação de pulsos obtidos durante a leitura. A análise dessa variação permite a obtenção desse novo índice, que representa a amplitude de distribuição dos glóbulos vermelhos, servindo como um índice de anisocitose, que se altera precocemente na deficiência de ferro, mesmo antes da alteração de outros parâmetros, como a alteração do VCM e a diminuição da hemoglobina.

ALTERAÇÕES MORFOLÓGICAS DOS ERITRÓCITOS
Ao se analisar a morfologia eritrocitária deve-se levar em conta os valores obtidos pelos contadores eletrônicos e alguns aspectos do paciente como idade, sexo e dados clínicos. As alterações podem ser:

Alterações com Relação ao Tamanho
* Macrocitose: Facilmente detectada se VCM for maior que 110 fL. É causada pela hiper-regeneração da medula ou síntese irregular de DNA, sendo muito comum no alcoolismo. Deve-se dar atenção especial a gestantes e idosos, presença concomitante de hipersegmentação de neutrófilos é forte indicativo de deficiência de Ácido Fólico e Vitamina B12.
* Microcitose: Está diretamente relacionada com hipocromia, uma vez que reflete a redução na síntese de hemoglobina como deficiência de ferro, talassemia, hemoglobinopatias, etc.
* Anisocitose: Diretamente relacionado com o RDW, sendo a representação morfológica deste. Embora seu significado ainda não seja bem definido, observa-se a presença precocemente na deficiência de ferro, mesmo antes da alteração de outros parâmetros, como a alteração do VCM e a diminuição da hemoglobina.

Alterações com Relação à Coloração
A coloração das hemácias reflete a concentração da hemoglobina e pode ser ocasionada pela diminuição da concentração de hemoglobina e consequente redução da cor, que leva à chamada hipocromia; pela presença de células com diferentes concentrações de hemoglobina, chamada de anisocromia ou pela presença de um grande número de reticulócitos, que caracteristicamente têm uma cor azulada, que, junto com a cor normal, produz a chamada policromasia.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.