O socorrista

Artigo por Colunista Portal - Educação - terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Tamanho do texto: A A


O profissional deve obter ajuda do pessoal presente no local da emergência
O profissional deve obter ajuda do pessoal presente no local da emergência
Para salvar uma vida é preciso ter uma pessoa designada para tal função, e esse papel cabe ao socorrista. Ele deve ser um profissional treinado para prestar o primeiro socorro e auxiliar os profissionais do atendimento pré-hospitalar, no local da emergência.

A primeira atribuição do socorrista que ocorre no local da emergência é com a segurança pessoal. O desejo de ajudar as pessoas que têm necessidade de atendimento pode favorecer o esquecimento dessa preocupação, por isso essa primeira etapa é tão imprescindível. O socorrista deve ter segurança ao aproximar-se da vítima e permanecer em segurança, enquanto presta o atendimento.

Parte das preocupações do socorrista com a sua segurança pessoal está relacionada com a própria proteção contra as doenças infecciosas. Ao avaliar ou prestar atendimento às vítimas, deve evitar contato direto com o sangue do paciente, fluidos corpóreos, mucosas, ferimentos e queimaduras. O socorrista tem quatro deveres relacionados aos pacientes, que devem ser cumpridos no local da emergência.

O primeiro dele é ter acesso ao paciente, com segurança e utilizando instrumentos manuais, quando necessário. Após essa etapa é importante identificar o que está errado com o paciente e providenciar a assistência de emergência necessária. Elevar ou mobilizar o paciente apenas quando for preciso e realizar tal procedimento sem ocasionar lesões adicionais não pode ser esquecido pelo socorrista, além de transferir o paciente e as informações pertinentes para os profissionais do serviço de emergência.

As responsabilidades do socorrista ultrapassam os cuidados médicos. Cabe ao socorrista controlar o local do acidente de modo a proteger a si mesmo, ao paciente e prevenir outros acidentes, ter certeza de que a central do sistema de emergência foi notificada, permitindo a chegada dos profissionais no local da ocorrência, com o menor tempo possível, identificar o que está errado com o paciente, utilizando-se das informações obtidas no local e pelo exame físico do paciente.

Incube ao profissional obter ajuda do pessoal presente no local da emergência e controlar suas atividades, assim como transferir as informações pertinentes, sobre a ocorrência, para os profissionais do serviço de emergência e auxiliar os profissionais do serviço de emergência no local da ocorrência e trabalhar segundo sua orientação.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários

colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

15 anos de Portal Educação!

A maior e mais premiada empresa de educação a distância.

Conhecimento para mudar sua vida!

FALTAM:
*clique aqui e confira o regulamento da promoção Promoção válida até 31/03/15
PORTAL DA EDUCAÇÃO S/A - CNPJ: 04.670.765/0001-90 - Inscrição Estadual: 283.797.118 - Rua Sete de Setembro, 1.686 - Campo Grande - MS - CEP 79002-130 - Atendimento ao cliente