artigo

sexta-feira, 5 de abril de 2013 - 09:33

Tamanho do texto: A A

Padrões de drenagem

por: Colunista Portal - Educação

Em uma bacia hidrográfica há vários processos hidrológicos
Em uma bacia hidrográfica há vários processos hidrológicos
A velocidade do escoamento em canal é usualmente maior que a velocidade de escoamento superficial, assim sendo, o tempo de deslocamento do escoamento numa bacia em que o comprimento do escoamento superficial, é pequeno em relação ao comprimento do canal. Neste caso, o escoamento no curso de água seria menor do que em uma bacia com trechos longos de escoamento superficial.

Portanto, vale ressaltar que é de extrema importância o dado referente ao tempo de escoamento da água em uma bacia para diversos estudos hidrológicos, pois o padrão de drenagem é um indicador das características do escoamento de uma precipitação.

A ordem da rede de drenagem fornece uma noção do grau de ramificação e permite inferir-se o relevo da bacia. De modo geral, quanto mais ramificada for a rede de drenagem, maior será a declividade.

Segundo o método de HORTON , a ordem dos cursos de água é uma medida da ramificação dentro de uma bacia, ou seja, um curso de água de 1a (primeira) ordem é um tributário sem ramificações e um curso de água de 2a (segunda) ordem é um tributário formado por dois ou mais cursos de água de 1a (primeira) ordem. Já um de 3a (terceira) ordem é formado por dois ou mais cursos de 2a (segunda) ordem. Genericamente, afirma que um curso de água de ordem n é um tributário formado por dois ou mais cursos de água de ordem n - 1 e outros de ordens inferiores.

Já, segundo o método de STRAHLER, os cursos de água de primeira ordem são aqueles sem afluentes, inclusive nos trechos entre a nascente do rio principal e os afluentes. Os trechos considerados de segunda ordem são estabelecidos pela confluência de dois cursos de água considerados de primeira ordem. São identificados como de terceira ordem os trechos formados pela confluência de dois trechos de segunda ordem. Um trecho de ordem n é estabelecido pela confluência de dois trechos de ordem n-i, podendo receber afluência de trechos de qualquer ordem inferior.

Densidade de Drenagem
A densidade de drenagem (D), segundo HORTON, é a razão entre o comprimento total dos cursos de água em uma bacia e a sua área, ou seja, é a relação existente entre o número de cursos de água ou de rios e a área da bacia hidrográfica. Com base na densidade, pode-se classificar em:

• Baixa densidade: 5 km.km-2
• Média densidade: 5-13 km.km-2
• Alta densidade: > 13 km.km-2

Calcular a densidade de drenagem é importante porque representa o comportamento hidrográfico de determinada área, em um de seus aspectos fundamentais que é a capacidade de gerar novos cursos de água (CHRISTOFOLETTI, 1980).

A densidade de drenagem reflete a influência da geologia, topografia, do solo e da vegetação da bacia hidrográfica, além de estar relacionado com o tempo de saída do escoamento superficial da bacia.

CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Biologia