Estômago, Obstrução e Distúrbios Funcionais, Injúrias e Inflamação e Neoplasias

Estômago, Obstrução e Distúrbios Funcionais, Injúrias e Inflamação e Neoplasias
VETERINARIA
O estômago é um órgão em formato de bolsa, com o pH muito ácido (em torno de dois). É no estômago que se processam os alimentos pela quimificação, onde atuam enzimas. O bolo alimentar vai se tornando mais líquido, o ácido passando a se chamar quimo e vai sendo, aos poucos, encaminhado para o duodeno.

Obstrução e Distúrbios Funcionais

Dilatação gástrica – Resulta da interação de vários fatores de risco: exercício vigoroso pós-prandial; dietas muito fermentáveis como feijão, grãos e outros, associadas a uma única refeição diária; pós-parto com aumento das necessidades calóricas; estresse e aumento da aerofagia; animais que apresentem congenitamente um aumento da latitude dos ligamentos hepatoduodenais e hepatogástricos; defeitos na eructação e uma diminuição do esvaziamento gástrico contribuem também para o aparecimento de dilatação gástrica.

Os aspectos macroscópicos da dilatação são: parede da mucosa com coloração azul opaco ou violeta, de coloração marrom ou vermelha enegrecido.

Timpanismo – pode ser causado pelo megaesôfago, após a ingestão de alimentos ricos em carboidratos, que são de fácil digestão, ficando muito liquefeitos e formando espuma e gás, podendo chegar à rotura.

Torção gástrica (vólvulo gástrico) – transtorno agudo grave, quando ocorre rotação do estômago sobre o próprio eixo, com acúmulo anormal de gás, geralmente associada à dilatação.

Injúrias e Inflamação

Úlcera gástrica – é uma lesão localizada no estômago com destruição da mucosa da parede do órgão, podendo atingir vasos sanguíneos, propiciando hemorragias. É causada pela insuficiência dos mecanismos protetores da mucosa contra a acidez gástrica, muitas vezes, devido à infecção por Helicobacter pylori.

A rotura de uma úlcera, criando uma comunicação anormal entre o trato gastrointestinal e a cavidade peritoneal, é uma emergência médica potencialmente mortal. Aspectos macroscópicos, redondos, estrelados ou lineares podem ser escavações ou crateras que podem ser cobertas por uma pseudomembrana fibrino-purulenta de coloração cinza ou marrom. Aspectos microscópicos, escavações recobertas ou não por um exsudado fibrino-purulento com tecido de granulação.

Gastrite – é inflamação da mucosa gástrica, podendo levar à úlcera. Macroscopicamente, a mucosa se apresenta espessada e avermelhada. Microscopicamente, se mostra hiperplásica, podendo apresentar metaplasia (células parietais são substituídas por células mucosas). Algumas doenças levam à gastrite, como a cinomose e a leptospirose. As gastrites podem ser classificadas como: gastrite erosiva aguda; gastrite erosiva crônica; gastrite traumática; gastrite hipertrófica; Gastrite cística profunda; e gastrite eosinofílica.

Gastrite erosiva aguda: é, na maior parte dos casos, uma situação passageira, que cura em poucos dias ou evolui para a gastrite crônica, erosiva ou hemorrágica, geralmente devido à infecção por Helicobacter pylori.

Gastrite erosiva hemorrágica crônica – pode ocorrer por mudança de pH, acidificando o meio e causando a inflamação, por úlceras perfuradas e por uso de certos medicamentos, especialmente a aspirina e outros anti-inflamatórios não esteroides (AINEs);

Neoplasias

As mais frequentes são o adenocarcinoma e linfossarcoma gástrico.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER