O Impacto das Mídias Sociais na Educação

O Impacto das Mídias Sociais na Educação
PEDAGOGIA
Na coluna anterior, "Renovando a Educação através das Mídias Sociais", falei sobre o que é Educação e Mídias Sociais e, como o próprio título sugere: como podemos renovar a Educação, através das Mídias Sociais. Nesta coluna, quero destacar os impactos que esta renovação pode causar. Lembrando que toda ação gera uma reação, toda mudança tem o lado positivo e o lado negativo. Portando, devemos nos concentrar nos impactos positivos e buscarmos amenizar, o máximo possível, os negativos.

Muitas pessoas julgam as redes sociais como um meio de "distração" e "perda de tempo", porém, o que poucos sabem é que as Mídias Sociais têm potencializado a Educação. Estudos e casos têm mostrado que as mídias sociais são capazes de ajudar os estudantes - já que elas estão se tornando o "habitat" deles - de forma flexível e interativa; que é um dos objetivos principais da educação.

O conhecimento está se espalhando pelo ciberespaço, cabe ao educador fundamentar os conceitos necessários para que o aluno possa aprender a absolver o melhor das informações disponíveis a eles e, ainda, devem estimulá-los a compartilhar e construir o conhecimento de forma colaborativa e autêntica.

Impactos negativos:
Apesar da enxurrada de benefícios que as mídias sociais podem trazer, muitos estudantes ainda não sabem lidar com o grande fluxo de informações. Alguns tomam tudo o que leem na web como verdade, podendo interferir no processo de aprendizagem e no desenvolvimento de olhar crítico. Os jovens de hoje são capazes de fazer várias coisas ao mesmo tempo, porém, pode ter consequências negativas se não souber administrar suas tarefas.

O excesso as redes sociais e o mau uso delas podem ser arriscados, deixando de interagir com o mundo real, comprometendo a capacidade de comunicação - já que a internet não exige entonações, linguagem corporal, etc. O mundo real jamais poderá ser substituído pelo virtual. A gama de informações e a quantidade de contatos exige uma maior velocidade de interação, o que acaba criando novas maneiras de escrever e falar, comprometendo e "modificando" o vocabulário português, no mundo virtual; enquanto, no mundo real, poderá interferir na qualidade de uma redação desses jovens, por exemplo.

Muitos internautas não pensão antes de compartilhar ou postar algo - arrisco dizer, que alguns nem leem realmente o que estão compartilhando - é preciso lembrar que tudo o que escrevemos na web pode ser visto por outros estudantes, educadores, familiares, ou até mesmo, possíveis chefes. Algumas instituições de ensino, e alguns empregadores, procuram informações prévias sobre futuros alunos ou colaboradores e, dependendo do que encontram, estes podem ser prejudicados.

Impactos Positivos:
O aumento da interatividade e a possiblidade de alunos se expressarem, colaborando com a produção do conhecimento, com certeza é o ponto positivo mais marcante. A interação do mundo virtual permite que o jovem possa desenvolver a capacidade de pensar mais rápido, ensinando-os, também, importantes situações do mundo real. Além de os colocarem em contato com as novas tecnologias e dominando-as completamente, sendo de grande utilidade e preparo para as exigências que poderão vir no futuro.

A internet fornece um mundo favorável à criatividade e uma dinâmica que proporciona a flexibilidade. Criação de blogs, sites de fotos, entre outros serviços disponíveis na web, dá abertura para que os jovens se expressem e mostrem seus talentos. Eles criam seus próprios perfis, modificam, excluem, inserem fotos, somem e aparecem quando acham melhor, controlando o que querem; sem que percebam, esses tipos de atividades são relevantes para o dia a dia, que nos exige assumirmos determinados comportamentos em situações diversas, sendo flexíveis e adaptando-nos aos diferentes cenários impostos pela sociedade.

Ao compartilhar essa rotina com os outros, eles recebem um feedback, quase que instantâneo, sobre sua produção, desempenho e comportamento; o que pode motivá-los, ou até mesmo ajuda-los, a construir e seguir seus sonhos e objetivos. A internet quebrou barreiras geográficas e disponibilizou mais acesso e menos domínio, com públicos segmentados e respostas rápidas. É uma maior gama de conhecimento, com maior disponibilidade a baixo custo de comunicação.

São recursos para usar e abusar, de forma a tirar o melhor proveito para o bem comum, visando à melhoria nos padrões de vida da sociedade e a facilidade na produção do conhecimento. Educadores e alunos têm nas mãos as chaves para o sucesso, por caminhos que podem ser construídos por eles mesmos. Mas, claro, sempre utilizando do bom senso e colaborando com o próximo.

Renato Cunha
Sou vicentino e voluntário social, trabalho como diagramador e assistente de informática. Universitário em Gestão da Tecnologia da Informação, colunista também dos sites ProjetoseTI.com.br e CadernoMais.com.br. Um apaixonado por Deus, família, teatro e leitura.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER