Desafios entre a Teoria e a Prática na Educação Infantil

Desafios entre a Teoria e a Prática na Educação Infantil
PEDAGOGIA

Este artigo vem argumentar a importância da teoria e prática pedagógica na Educação Infantil, bem como refletir sobre a construção do conhecimento e a didática nesse segmento escolar, onde demonstra a importância da educação para o desenvolvimento da criança. O papel da educação é conceber uma educação mobilizadora mais cidadã em uma perspectiva de democratização do seu meio. Logo ela pode proporcionar uma transformação intrapessoal, valorizando o seu conhecimento adquirido ao logo de sua vida. Cabe à escola preparar cidadãos críticos e criativos para a vida social.

Dessa forma o professor de Educação Infantil deve ter esse cuidado com a educação para seus alunos. A Educação Infantil no Brasil vem ganhado valorização no âmbito escolar. A sociedade está mais consciente da importância das experiências na primeira fase escolar, onde é a base para o desenvolvimento da aprendizagem da criança. Segundo o RCNEI, a Educação Infantil é considerada a primeira etapa da educação básica. (título V, capítulo II, seção II, art. 29). O Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil é um elemento orientador de ações na busca de melhorias na educação infantil brasileira. Por isso a educação de crianças e creche vem sendo vista como investimento necessário para o seu desenvolvimento desde o primeiro meses de idade até o ingresso escolar obrigatória.

O atendimento a essa área vem ganhado espaço nas redes públicas e nas redes particulares, onde existe uma disputa no atendimento em garantir espaços físicos adequados, materiais em quantidades e qualidades suficientes a propostas educacionais compatíveis a faixa etária nas diferentes modalidades de ensino. Cabe ao professor na sua formação pedagógica está inserido a todas as inovações nessa área educacional, bem como os saberes docentes que são norteadores para a sua construção de identidade. Nesse segmento Freire nos mostrar que os saberes são "indispensáveis à prática docente". (FREIRE, 1996, p. 12).

Na construção do conhecimento o professor precisa levar sempre consigo a reflexão da sua práxis pedagógica, onde esses conhecimentos que são aprendidos e adquiridos ao longo de sua carreira devem ter sentido entre a teoria e a prática e que o educador deve está fundamentado nos princípios básicos de desenvolvimento no aprendizado infantil que é composta de fases e níveis de construção do conhecimento para construir seus próprios caminhos e valorizando esse processo de construção. Em relação a didática o professor deve conhecer, pesquisar se aprofundar nas suas ações didáticas que pretende ensinar melhorando suas estratégias de ensino para Educação Infantil, onde venha perceber as necessidades da criança, localizando problemas para serem solucionados, valorizando suas escolhas e construção do conhecimento adquirido.

Desenvolvimento
Construção do Conhecimento Docente Para a Educação Infantil
O professor que inicia sua carreira na educação Infantil convive com uma preocupação em relação a sua prática docente e demonstra seus limites como o medo, às dúvidas, suas capacidades e atitudes pautadas na práxis pedagógica. O educador na construção das suas habilidades teórico - prática na Educação Infantil requer conhecimentos mais específicos, porém o professor na sua aprendizagem deve construir uma aprendizagem fundamentada em teoria embasada na construção de uma proposta de educação transformadora mais aberta, dinâmica, comprometida, consciente e mais autônoma no processo de aprender bem como um professor pesquisador em relação a sua prática docente.

Essa profissão exige preparo, atenção e dedicação. O educador hoje em dia, enfrenta dificuldade ao exercer suas atividades devido aos desafios da teoria e práticas pedagógicas. Dessa forma no processo de construção e aquisição do saber escolar a teoria e a prática deve está incorporado na formação pedagógica.

Identidade e Saberes Docentes Para Educação Infantil
Os saberes docentes são fundamentais para aqueles que egressão no curso de Pedagogia, entretanto são imprescindíveis na construção de sua identidade e perpassa todo o currículo na confecção do projeto político pedagógico propondo o conhecimento para a formação docente. Sendo assim o conhecimento adquirido será significativa para a sua experiência profissional. Logo a formação da identidade docente requer uma minuciosa atenção no processo da sua construção de conhecimento.

O educador precisa ter uma preocupação nas suas habilidades de aprendizagem, por que aquele que não faz uma avaliação do seu dia a dia em sala de aula não perceberá atos que não poderiam ser feitos ou que poderia ser mudado, ou seja, o professor deve sempre está se auto avaliando, revendo seus conceitos de educação e suas habilidades, contudo uma reflexão enquanto objeto de estudo da prática não esquecendo também que o professor também está no papel de aprendiz. Nesse contexto o professor "É muito mais um mediador do conhecimento, diante do aluno que é o sujeito da sua própria formação". (GADOTTI, 2002, p. 16).

Hoje em dia trabalhar com crianças de zero a cinco anos gera dificuldade com a sua construção de identidade profissional, o fato é que alguns profissionais por não se sentirem preparados esquece do cuidar e educar ao mesmo tempo, onde essa dicotomia deve está em equilíbrio ao conduzir a formação da criança. O professor de Pedagogia em Educação Infantil vai construindo sua identidade através da sua prática pedagógica, que adquiriu durante a sua formação, bem como suas habilidades de aprendizagens possibilita fazer uma reflexão das suas posturas profissional e pessoal e levar em consideração competências importantes como, compreensão do papel social da escola, domínio de conhecimento pedagógico, e reflexão do próprio desenvolvimento profissional. Nessa construção de identidade profissional não é só descrever seu papel e sim seus valores e desejos presentes no desenvolvimento da profissão.

O professor deve está preparados e comprometidos com a educação para as demandas familiares e das crianças, bem como os cuidados e aprendizados infantis. Quando o educador constrói sua identidade ele, põe em prática tudo que lhe foi passado e até mesmo de outros professores que compartilham suas ações procurando uma reflexão individual e coletiva. É a partir da sua identidade que os saberes docentes se constroem onde esses saberes são oriundos da Psicologia, da Didática, da Sociologia e da sua experiência no Estágio Curricular. Existem também os saberes experimentais da prática pedagógica que o professor constrói no seu cotidiano nas problemáticas com as crianças.

Todo professor deve está por dentro do desenvolvimento infantil conhecendo as perspectivas que mais auxiliam no processo bem como no âmbito escolar em relação ao espaço e tempo na utilização de atividades lúdicas, educativas, higiene, sono e alimentação. Nesse contexto Freire mostra que o educador para Educação Infantil deve ter um papel de sujeito na "produção do saber", onde esse deve criar alternativas para sua própria produção e construção de conhecimento. Onde esse conhecimento deve está relacionado na identidade e autonomia da criança.
Didática e as Novas Tendências Metodológicas na Educação Infantil
A didática tem relação ao processo de ensino - aprendizagem que envolve situações ou atividades favorecendo o desenvolvimento do indivíduo. Logo ela funciona como o elemento de mudança da teoria na prática. Com um objetivo de orientar o agir do professor e do aluno na sua ação de educar, ensinar e aprender. Para Candau didática é: "Conjunto de relações estabelecidas na prática pedagógica, envolvendo um fazer, pensar e refletir, tendo como principio o delineamento do que se ensina como se ensina os princípios teóricos que fundamentam tais ações". (CANDAU, 1998, p. 23).

A didática tem diversos blocos de conteúdos específicos, sendo eles os princípios gerais do eixo como organização do espaço, do tempo, dos materiais, registros, observação e avaliação. Segundo o RCNEI a didática está relacionada entre intenções educativas e práticas. Nessa perspectiva as orientações didáticas auxiliam o professor ao como fazer, mas vale lembrar que não existe modelo único padrão para uma intervenção pedagógica. Elas são apenas indicações e sugestões para concretizar a reflexão e a prática do professor. Para o professor a didática deve fazer parte de um todo, ela deve servir de base teórica, visão crítica e política, organização, planejamento e ações práticas, essas áreas precisam seguir juntas para ter um significado real da sua prática docente.

Cabe ao professor conhecer a didática em que será aplicada onde essa ajudará constantemente na sua prática docente e as tendências metodológicas que deverá nortear o trabalho docente, definindo o projeto didático para o processo ensino-aprendizagem. Nesse contexto, na Educação Infantil o docente deve se preocupar com a didática que será aplicada, logo essa didática deve está embasada em teóricos e princípios metodológicos para atingir o desenvolvimento da aprendizagem do indivíduo. No que diz respeito às novas tendências metodológicas, a docente precisa se preparar para essas novas tendências buscando melhorias para o desenvolvimento da criança.

Dessa forma o professor deve está aberto para o novo, onde esse novo possa contribuir no seu desenvolvimento profissional, principalmente na educação infantil o educador deve está preparado para as rápidas mudanças no contexto escolar. As novas tendências metodológicas devem está inseridas no cotidiano profissional do educador. Então, para ter um sucesso na sua prática docente cabe ao professor buscar inovar, transformar e buscar sempre o que há de melhor para as crianças valorizando o corpo, a música, a arte a cultura em que está inserido. Na educação infantil o docente precisa levar pra sala de aula a ludicidade, onde a brincadeira possa ajudar na interação no meio social.

Procurar novas estratégias didáticas e adequadas às necessidades da escola é dever do educador, pois ela vai ajudar na melhoria no processo de aprendizagem da criança. 

Formação Continuada na Educação Infantil
Vivemos numa época pós-moderna onde é marcada pela inovação tecnológica e social, dessa forma o interesse pela formação de professores nos últimos anos, vem ganhado destaque e espaço no âmbito acadêmico e entre os diversos estudiosos educacionais nacionais e internacionais. A formação continuada para educação infantil deve está pautada uma concepção mais crítica e reflexiva que requer uma transformação educativa e social onde esse profissional pensa, executa e avalia o seu próprio trabalho docente.

O professor precisa da continuidade a sua formação fazendo reflexão sobre sua ação profissional e procurar novos meios para desenvolver seu trabalho docente e também a importância dessa formação é as especialidades da Educação Infantil que são os fundamentos da educação básica nesse contexto. Nesse sentido, Nunes fala que a formação continuada é um processo de construção constante do conhecimento e desenvolvimento profissional (Nunes, 2000, p. 9). Todo educador precisa desenvolver o ato de pesquisar buscando um ensino contínuo, dessa forma Freire sugere que: "Não há ensino sem pesquisa, e pesquisa sem ensino". (FREIRE, 1996, p. 14).

Nesse contexto a pesquisa tem um papel importante entre a teoria e a prática na construção do conhecimento e uma reflexão crítica sobre a prática. Para se desenvolver uma formação continuada o profissional em Educação Infantil precisa aprender mais valores, atitudes, hábitos e menos técnica. Sendo assim todo educador deve procurar uma formação que o ajude superar os diferentes desafios e retribuindo aos novos questionamentos que se apresentarem na sua prática.

Estágio Supervisionado na Educação Infantil, um Momento de Reflexão
O conceito de estágio significa uma reflexão da sua prática em campo no inicio da sua formação pedagógica. Dessa forma Ostetto diz que: "O estágio como parte do processo formativo dos professores, não pode ser outra coisa se não uma aventura pessoal, o que pressupõe escolhas e envolve viagens interiores e exteriores". (OSTETTO, 2008, p. 128).

O profissional da educação na sua formação inicial em Educação Infantil deve refletir nas suas escolhas profissionais se é isso mesmo que pretende seguir, pois ele precisa desejar está ali e acima de tudo fazer por que gosta dessa profissão.

É nesse momento em que os desafios da teoria sejam vividos e os conhecimentos adquiridos durante o curso, possam desenvolver habilidades, atitudes e postura docente. No momento do estágio o futuro professor tem a oportunidade de avaliar tudo que recebeu ou aprendeu no curso de forma crítica. E que através de uma postura problematizadora e indagativa precisa ser feito uma análise crítica sobre o âmbito escolar. Também é a hora de colocar em prática as perspectivas embasados nos teóricos e metodologias adequadas a realidade escolar.

O Estágio Supervisionado é composto de observação para a prática docente que nessa experiência o profissional pode se identificar as particularidades da prática pedagógica e sua integração na comunidade social.

O estágio contribui ao futuro professor conhecer a proposta pedagógica e suas particularidades do meio em que está inserido, identificar qual é o papel do professor no processo educativo e da função da escola e do meio em que vive. No interagir de sua vivência em campo o professor que escolhe a Educação Infantil como sua área escolhida deve analisar o seu desempenho a cada momento procurando melhorar enquanto profissional e pessoal, rever sua maneira de ensinar, traçar metas para solucionar problemas, criar estratégias de ensino embasadas na teoria.

Vale lembrar que é preciso também, ser um professor pesquisador onde esse ajuda e muito na sua postura como educador e que contribui na sua formação continuada da sua prática pedagógica que deve seguir ao logo de sua carreira. Sendo assim o Estágio Supervisionado na Educação Infantil é uma experiência de trabalho e que não deve servir de repetições de práticas nas situações do convívio educacional, mas como um auxilio que contribui em descobertas e em pesquisas ajudando nas situações do cotidiano escolar e também apresentar propostas inovadoras desafiando a teoria e a prática docente.

Em fim, o objetivo do estágio é aplicar as teorias aprendidas durante a graduação, com a finalidade da aproximação do aluno com a realidade escolar em que irá atuar, onde este se torna um eixo central do professor estagiário. Por tanto o estágio supervisionado deve está embasada na teoria e na prática, pois elas andam juntas para ajudar o aluno na sua identidade e postura profissional.

Conclusão
Os desafios entre a teoria e a prática sempre irão existir, porém cabe ao professor fazer sempre uma reflexão-ação-reflexão de sua práxis pedagógica onde nesse processo possa ajudar no desenvolvimento infantil. Dessa forma, o educador que trabalha na Educação Infantil ao entrar em sala de aula deve usar os diversos conhecimentos que adquiriu ao longo de sua carreira acadêmica utilizando os saberes docentes que contribuíram para a sua identidade profissional, bem como a sua formação continuada embasadas em didáticas de ensino inovadoras que nortearam no Estágio Curricular, garantindo o desenvolvimento da aprendizagem infantil.

Por tanto é preciso que o educador se prepare a cada dia para está em sala de aula, pesquisando, buscando, fundamentos metodológicos para a sua prática profissional e também uma formação continuada que lhe conceda novos conhecimentos teóricos e práticos que o ajudem a melhorar os saberes da sua experiência, bem como as novas metodologias que o professor deve sugerir aos seus alunos e a sua identidade profissional.

Referências Bibliográficas
CANDAU, Vera Maria et al. Rumo a uma nova didática. 12 ed.Petrópolis RJ: Vozes, 2001. FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 20° edição. São Paulo: Paz e Terra, 1996. GADOTTI. Moacir. A boniteza de um sonho. Ensinar-e-aprender com sentido. São Paulo: Ed. Cortez, 2002. NUNES, Cely do S. C. Os sentidos da formação contínua. O mundo do trabalho e a formação de professores no Brasil. Campinas, SP: Unicamp, 2000. (Tese de doutorado). OSTETTO, Esmeralda. Luciana. Educação Infantil: Saberes e fazeres da formação de professores. Campinas; Papirus, 2008. Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil / Ministério da Educação e do Desporto, Secretaria de Educação Fundamental. - Brasília: MEC/SEF, Vol. 1, 1998.

Aise dos Santos Silva
Aise Silva Camaçarí, Bahia, Brasil,Pedagoga , Lecionando no Ens. Fundamental. Meu objetivo é contribuir para uma prática pedagógica , onde o educando seja o centro no processo ensino- aprendizagem. O educando busca novos conhecimentos quando lhe são oferecidas situações desafiadoras. O principal objetivo da educação e contribuir para a formação de seres críticos, reflexivos e conscientes.
Seja um colunista
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER