A PLURALIDADE E A DIVERSIDADE CULTURAL

A PLURALIDADE E A DIVERSIDADE CULTURAL
PEDAGOGIA

Atualmente estamos convivendo muito com a diversidade cultural e a pluralidade, o que significa que estamos convivendo com as diferenças culturais dos seres humanos que podem ser de vários tipos, como a linguagem, danças, vestuário, religião, a convivência de ideias, entre outras.

Mas apesar de toda evolução do século XXI ainda existe muito preconceito e problemas relacionados à diversidade, a pluralidade e a inclusão; ao passar dos anos as pessoas foram se evoluindo e aprendendo com outras culturas e nações, mas às vezes por divergência de ideias, de vestuários, de dança ou até mesmo religião acontece o preconceito e a exclusão.

O Brasil é um país com uma pluralidade e uma diversidade cultural assustadora, pois possuem diversas culturas, cada região tem sua tradição, seu modo de  se comunicar, se vestir e suas crenças.

Por onde passamos aprendemos um pouco sobre a cultura daquele determinado lugar que vai somando a nossa cultura já existente; a sociedade hoje é bem diversificada sempre procurando aprender, analisar e com a ajuda da antropologia, filosofia e a ciências podemos aprender sobre as nações passadas e como se relacionavam e isso influência muito nos dias atuais.

Mas falar sobre o assunto é muito fácil, ouvimos tantas palestras sobre o devido assunto, mas será que esta sendo aplicado no nosso dia a dia ou em nossas escolas.

Desde cedo o aprendizado sobre o preconceito, diversidade e respeito deveriam começar logo na infância começando pelos pais e depois pelos educadores.

A educação é um direito de todos, os pais deveriam já começar a falar sobre questões de respeito não só com os familiares e professores, mas sim com idosos, pessoas de diferentes raças e etnias. Falta uma estrutura, uma instrução para que isso seja passado de geração para geração. A cada dia que passa percebemos como tudo está mudado, com a tecnologia avançada o ser humano também evoluiu, mas falta muito para termos um futuro mais justo sem preconceitos.

As escolas têm que fornecer um maior suporte aos educadores e aos educandos, porque ainda existe muita dificuldade para colocar um aluno com deficiência em uma escola de ensino regular, sabemos das dificuldades não só desses alunos, mas também dos professores, até mesmo na questão de acessibilidade e quando não há acessibilidade automaticamente se exclui aquele aluno, porque não dá a ele a oportunidade de freqüentar o ensino regular assim como as outras crianças.

Há um preconceito ainda das escolas regulares para aceitar crianças e jovens especiais, jogam desculpas que não tem profissional qualificado para aquela criança, não tem acessibilidade em muitas escolas do Brasil, toda criança tem direito a educação, os governantes deveriam fiscalizar mais estas escolas e regulamenta-lás.

Contudo sabemos que existem leis contra bulling, preconceito racial entre tantas outras inúmeras leis, mas o que se necessita de fato é que essas leis saiam do papel e passem a vigorar firmemente e que também o governo faça uma campanha de humanização, porque o que falta muita das vezes também é amor e respeito pelo próximo.

Denise Rodrigues de Freitas
Pedagoga graduada pela Universidade Paulista na modalidade licenciatura. Cursando pós-graduação em Alfabetização e letramento. Experiência na área de Educação.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER