Vacinas Em Bebês E Efeitos Colaterais

Vacinas Em Bebês E Efeitos Colaterais
MEDICINA
O sistema imunológico dos bebês ainda é imaturo, deixando-os expostos a uma série de doenças.

Para evitar riscos, recomenda-se que sejam vacinados desde o seu nascimento, até atingirem os quinze meses de vida. As vacinas são recomendadas pelo Ministério da Saúde e pela Sociedade Brasileira de Pediatria.

Outras vacinas podem ser necessárias, dependendo do local de residência, por motivo de viagem, surtos epidêmicos ou, ainda, por indicação clínica especial. Porém, todas elas devem ser orientadas pelo médico, seguindo um calendário de vacinação.

Apresentaremos as principais vacinas e seus efeitos colaterais, além de dicas para amenizá-los:

Vacina – BCG (Bacilo Calmette Guérin)

• Idade: ao nascer.

• Previne contra: formas graves de tuberculose (Meningite Tuberculosa, Tuberculose Miliar ou Sistêmica).

• Reações: é possível que apareça uma feridinha no local da aplicação, algumas semanas depois.

• Dicas: caso apareça a feridinha, não fazer nada, apenas aguardar. Não arrancar a casquinha da ferida e nem usar produtos, somente água, durante o banho.


Vacina – Antipolio (Poliomielite)

• Idade: 1ª dose aos 2 meses, 2ª dose aos 4 meses, 3ª dose aos 6 meses; 1º reforço aos 15 meses e 2º reforço entre 4 e 6 anos.

• Previne contra: paralisia infantil.

• Reações: praticamente inexistentes.

• Dicas: deve-se prevenir a regurgitação (golfadas) até trinta minutos após a aplicação da vacina, portanto, procure aguardar trinta minutos para amamentar, ou oferecer outro alimento à criança.


Vacina – Rotavírus Humano

• Idade: 1ª dose aos dois meses, 2ª dose aos quatro meses.

• Previne contra: Diarreia por rotavírus.

• Reações: raras vezes podemos observar febre baixa, diarreia e vômitos de pouca intensidade.

• Dicas: Administrar antitérmico, caso a febre exceda 38°C.


Vacina – Tetravalente (DTP + Hib)

• Idade: 1ª dose aos dois meses de vida, 2ª dose aos quatro meses de vida, 3ª dose aos seis meses de vida, e dois reforços com a tríplice bacteriana (DTP). O 1º reforço aos 15 meses de vida e o 2º reforço de quatro a seis anos de vida.

• Previne contra: como o próprio nome já diz, imuniza a criança de uma série de doenças, entre elas, difteria, tétano, coqueluche, meningite bacteriana, otite, sinusite, pneumonia e outras doenças causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b.

• Reações: é comum ocorrer febre, alguma dor e um ligeiro "hematoma", ou mesmo, um caroço no local da aplicação, durante as primeiras 48 horas, após a vacinação.

• Dicas: administrar antitérmico/analgésico, caso a febre exceda 38ºC.


Vacina – Tríplice Viral

• Idade: 12 meses e um reforço entre quatro a seis anos de idade.

• Previne contra: Caxumba, Rubéola e Sarampo.

• Reações: pode ocorrer febre baixa.

• Dicas: administrar antitérmico, caso a febre exceda 38° C.


Vacina – Hepatite B

• Idade: 1ª dose ao nascer e deve ser administrada na maternidade, preferencialmente nas primeiras 12 horas de vida do bebê, 2ª dose, um mês, após a 1ª dose e 3ª dose cinco meses, após a 2ª dose.

• Previne contra: Hepatite do tipo B.

• Reações: possibilidade de febre e dor no local da aplicação, mas isto é raro.

• Dicas: administrar antitérmico, caso a febre exceda 38° C.


Vacina - Febre Amarela

• Idade: nove meses e recomenda-se um reforço a cada 10 anos.

• Previne contra: Malária

• Reação: pode ocorrer dor no local da aplicação e febre baixa.


Como dissemos acima, algumas vacinas que são importantes para a imunização dos bebês, não possuem cobertura do Estado devendo ser aplicadas em clínicas particulares. Trata-se das seguintes vacinas:

Vacina – Hepatite

• A Idade: 1ª dose após completar um ano de vida, 2ª dose com um intervalo de seis meses após a primeira dose.

• Previne contra: Hepatite do tipo A.

• Modo de Transmissão: De pessoa para pessoa, através da saliva, fezes, alimentos contaminados como: sorvetes caseiros, água suja, objetos contaminados (copos, pratos, garfos, etc.).

• Reações: Pode ocorrer febre baixa e dor no local da aplicação.

• Dicas: Administrar antitérmico, caso a febre exceda 38°C, e compressa fria no local, se estiver dolorido.


Vacina – Varicela

• Idade: Após completar um ano de vida.

• Previne contra: Catapora.

• Reações: É comum ocorrer febre baixa e alguma dor no local da aplicação.

• Dicas: Administrar antitérmico, caso a febre exceda 38°C.


Vacina – Meningite C

• Idade: a partir de dois meses de idade, em duas doses, com um reforço a partir de um ano de idade ou em dose única a partir de um ano de idade.

• Previne contra: Meningite.

• Modo de Transmissão: De pessoa para pessoa, por secreções respiratórias, saliva, etc. O maior índice de contaminação é encontrado nas escolas e creches.

• Reações: É comum ocorrer febre baixa e alguma dor no local da aplicação.

• Dicas: Administrar antitérmico, caso a febre exceda 38°C.


Atenção!

Manter o calendário de vacinação da criança em dia, não é apenas uma obrigação, é um dever dos pais ou responsáveis.

Colunista Portal - Saúde
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER