Deficiência de vitamina D e cálcio: Cirurgia bariátrica

Deficiência de vitamina D e cálcio: Cirurgia bariátrica
MEDICINA
A vitamina D é importante para manter a estrutura do osso e também para o sistema imune, prevenção de câncer e saúde cardíaca. Além disso, é crucial também para a adequada absorção do cálcio. O local preferencial para a absorção do cálcio é o duodeno e jejuno proximal, e sua absorção é facilitada pela vitamina D em um ambiente ácido. A vitamina D é absorvida preferencialmente no jejuno e íleo.


A deficiência de vitamina D está associada a uma diminuição na absorção de cálcio dietético. Porém, geralmente há uma manutenção das concentrações de cálcio no sangue. Quando ocorre redução de cálcio no sangue, ocorre aumento do hormônio da paratireoide (PTH). Esta elevação permite que o rim e o fígado convertam o 7-dehidroxicolecalciferol na forma ativa da vitamina D, 1,25 dihidroxicolecalciferol, e estimula o intestino a aumentar a absorção de cálcio.


Comumente observa-se deficiência de vitamina D e cálcio após a cirurgia bariátrica, sendo considerada elevada, observando-se reduzidos níveis de vitamina D e PTH elevado no sangue, mesmo usando polivitamínicos. Por isso, uma maior chance de desenvolver doenças ósseas em longo prazo é observada em pacientes após cirurgia bariátrica. Em relação a estas doenças, destacam-se a osteomalácia, a osteoporose e o hiperparatireoidismo.


As causas das alterações e doenças ósseas após cirurgia bariátrica são multifatoriais, mas geralmente estão relacionadas à má absorção intestinal. O aumento da degradação do osso após a cirurgia pode ser explicado também pela diminuição do hormônio estradiol, decorrente da redução tecido adiposo e outros fatores relacionados à perda de peso, tais como um aumento no PTH e um aumento de cortisol. Tais alterações hormonais e deficiências nutricionais quando não tratadas favorecem o desenvolvimento de osteopenia, osteoporose, e, osteomalacia. Dentes quebrados, lombalgia, convulsões e osteoporose são os sintomas mais comumente observados.


Sinais e sintomas de deficiência de vitamina D: osteomalácia, osteoporose, raquitismo.

Alimentos fontes:
óleo de fígado de peixe, leite e cereais fortificados com essa vitamina, ovo e cogumelos.


NOTA
: A deficiência ocorre em indivíduos com pouca exposição ao sol ou com alterações no metabolismo lipídico. Atenção aos idosos, cuja capacidade de síntese de vitamina D na forma ativa está reduzida. Pode ser adquirida pré-formada pela alimentação ou pela exposição ao sol. É formada no organismo pela ação dos raios ultravioleta sobre o 7-deidrocolesterol na pele.


Sinais e sintomas de deficiência de cálcio:
osteoporose (descalcificação), osteomalácia (desmineralização), raquitismo, tetânia, hipertensão.


Alimentos fontes: leite e derivados (principal fonte), tofu, salmão, sardinha, ostra, moluscos, vegetais folhosos verde-escuros. Carnes e cereais em geral são fontes pobres em cálcio.

Colunista Portal - Saúde
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER