A criança com pneumonia

A criança com pneumonia
MEDICINA
A Pneumonia é a inflamação do parênquima pulmonar, é comum durante a infância, mas ocorre com maior frequência durante a lactância e início da infância. Pode ocorrer como uma doença primária ou como complicação de outra doença.
- Pneumonia lombar – lobos pulmonares atingidos. Quando ambos os pulmões são afetados, é conhecida como pneumonia dupla.
- Broncopneumonia – começa nos bronquíolos terminais que se tornam obstruídos por exsudato mucopurulento, formando placas consolidadas nos lóbulos próximos, também conhecida como pneumonia lobular.
- Pneumonia intersticial – processo inflamatório dentro das paredes alveolares e dos tecidos peribrônquicos e interlobulares.

As pneumonias são classificadas de acordo com a morfologia, forma clínica e agente etiológico em pneumonia viral, atípica e bacteriana. O agente causal é identificado a partir da história clínica, da idade da criança, da história geral de saúde, do exame físico, da radiografia e do exame laboratorial.

Pneumonia Viral
Ocorre mais comumente que a pneumonia bacteriana e está associada a Infecções Agudas do Trato Respiratório Superior (IRAs). Pode possuir início agudo ou insidioso e tem como principais sintomas: febre, tosse, indisposição, prostação, sibilos ou estertores percebidos na ausculta.

O prognóstico é geralmente bom, embora as infecções virais do trato respiratório tornem a criança afetada mais suscetível à invasão bacteriana secundária. O tratamento é sintomático e inclui medidas para promover a oxigenação e o conforto, como a administração de oxigênio com vapor frio, fisioterapia torácica, antitérmicos, ingesta de líquidos e suporte familiar.
Pneumonia Atípica Primária
Causada por M. pneumonia, ocorre principalmente nos meses de outono e inverno, sendo mais prevalente onde há aglomerações populacionais. Pode ter início súbito ou insidioso, os principais sintomas são: febre, calafrios, cefaleia, indisposição, anorexia, mialgia, rinite, tosse seca e metálica, estertores crepitantes.

A maioria das pessoas infectadas recupera-se da doença dentro de 7 ou 10 dias. O tratamento é sintomático e a hospitalização raramente é necessária.

Pneumonia Bacteriana

Mostra padrões clínicos distintos, que facilitam a diferenciação das outras formas de pneumonia. O estabelecimento é abrupto e, em geral, precedido por uma infecção viral. As crianças com pneumonia bacteriana aparentam estar doentes, exibindo achados físicos gerais e localizados. Os sintomas incluem febre, indisposição, respirações rápidas e superficiais, tosse e dor torácica.

O tratamento para as crianças com mais idade, que apresentam pneumonia pneumocócica pode ser feito em casa. Antibioticoterapia, repouso no leito, ingesta de líquidos, administração de antitérmico e sedativo para a tosse constituem as principais medidas terapêuticas.

A hospitalização está indicada quando o derrame pleural ou empiema acompanham a doença e é obrigatória em caso de pneumonia estafilocócica.

A prevenção é feita pelo uso da vacina polissacarídica pneumocócica para crianças acima de 2anos de idade.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER