Tratamento quiropráxico para subluxações lombar

Tratamento quiropráxico para subluxações lombar
MEDICINA-ALTERNATIVA
Ajuste para subluxação lombar em flexão

• Posição do paciente: deitado em decúbito contralateral a faceta subluxada.
• Quiropraxista: em pé, ao nível da pelve anteriormente ao paciente.
• Palpação: mão superior (cranial): segura o ombro do paciente; mão inferior (caudal): psiforme parafusado ao nível da articulação facetária fixada.
• Parâmetros: alavanca superior: extensão e rotação do tronco até a tensão chegar ao nível da faceta subluxada; alavanca inferior: flexão do quadril e joelho até a tensão chegar ao nível da faceta subluxada.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), principalmente com a mão caudal, no sentido anterossuperior sobre a faceta subluxada.

Variação para subluxação lombar em flexão

• Posição do paciente: deitado em decúbito ventral.
• Quiropraxista: em pé, ao nível da pelve anteriormente ao paciente.
• Palpação: mão inferior (caudal): segura EIAS homolateral a subluxação; mão superior (cranial): psiforme parafusado ao nível da articulação facetária fixada.
• Parâmetros: mão caudal: realiza o movimento de afastar a EIAS da maca; mão cranial: compressão sobre a faceta subluxada no sentido posteroanterior a maca.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), principalmente com a mão cranial, no sentido posteroanterior.

Ajuste para subluxação lombar em extensão

• Posição do paciente: deitado em decúbito contralateral a faceta subluxada.
• Quiropraxista: em pé, ao nível da pelve anteriormente ao paciente.
• Palpação: mão superior (cranial): segura o ombro do paciente; mão inferior (caudal): psiforme parafusado ao nível da articulação facetária fixada.
• Parâmetros: alavanca superior: flexão e rotação do tronco até a tensão chegar ao nível da faceta subluxada; alavanca inferior: flexão do quadril e joelho até a tensão chegar ao nível da faceta subluxada.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), principalmente com a mão caudal, no sentido anterossuperior sobre a faceta subluxada.

Variação para subluxação lombar em extensão

• Posição do paciente: deitado em decúbito dorsal, com as mãos cruzadas atrás da cabeça.
• Quiropraxista: em pé, ao nível da pelve anteriormente ao paciente, homolateral a subluxação.
• Palpação: mão superior (cranial): contata a região tênar sob a faceta homolateral subluxada; mão inferior (caudal): abraça as pernas do paciente aumentando a flexão de quadril.
• Parâmetros: alavanca superior: solicitar ao paciente flexão do tronco; alavanca inferior: flexão de joelhos e quadris.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), com o tronco sobre as pernas do paciente.

Ajuste para subluxação lombar em rotação

• Posição do paciente: sentado na extremidade da maca.
• Quiropraxista: sentado atrás do paciente.
• Palpação: mão homolateral a subluxação: psiforme parafusado ao nível da faceta subluxada; mão contralateral: segura o ombro homolateral passando o braço anteriormente ao tronco do paciente, ou ainda, segurando o antebraço homolateral a subluxação.
• Parâmetros: mão contralateral a subluxação: realiza rotação do tronco; mão homolateral a subluxação: realiza compressão sobre a faceta subluxada no sentido anterior.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), principalmente com a mão homolateral no sentido anterior, sobre a faceta subluxada, realizando rotação do tronco.

Ajuste para subluxação lombar em rotação

• Posição do paciente: deitado em decúbito contralateral a faceta subluxada (subluxação para cima).
• Quiropraxista: em pé, ao nível da pelve anteriormente ao paciente.
• Palpação: mão superior (cranial): antebraço na região deltopeitoral do paciente, com o polegar e indicador segurando o processo espinhoso da vértebra superior a subluxação; mão inferior (caudal): polegar sobre a faceta subluxada, com antebraço sobre a região pélvica.
• Parâmetros: alavanca superior: rotação anteroposterior do tronco até a tensão chegar ao nível da faceta subluxada; alavanca inferior: flexão do joelho e quadril até a tensão chegar a subluxação.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), principalmente com a mão caudal, aumentando a rotação.

Ajuste para subluxação lombar em lateroflexão

• Posição do paciente: deitado em decúbito homolateral a faceta subluxada (subluxação para cima).
• Quiropraxista: em pé, ao nível da pelve anteriormente ao paciente.
• Palpação: mão superior (cranial): segura o ombro do paciente; mão inferior (caudal): psiforme parafusado sobre o arco posterior contralateral a subluxação.
• Parâmetros: alavanca superior: lateroflexão pela tração cranial do membro superior homolateral e rotação até a tensão chegar à faceta subluxada; alavanca inferior: flexão do joelho e quadril até a tensão chegar à subluxação.
• Ação: thrust em body drop (queda do corpo), principalmente com a mão caudal, no sentido lateral, em direção à maca.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Seja um colunista
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER