Músculos da Mastigação

Músculos da Mastigação
FONOAUDIOLOGIA

Os músculos que são responsáveis pelos movimentos da mandíbula, variam quanto a sua terminologia, sendo utilizados as denominações de músculos mastigatórios ou músculos da mastigação, seguindo-se a distinção de:

• Músculos mastigatórios: são aqueles que estão ligados apenas à realização dos movimentos mandibulares: temporal, masseter, pterigóideo lateral, pterigóideo medial e ventre anterior do digástrico.

• Músculos da mastigação: estão incluídos os músculos mastigatórios, todos os supra-hióideos (gênio-hióideo, milo-hióideo, digástrico, estilo-hióideo), os infra-hióideos estabilizando o osso hioide, a musculatura da língua, o bucinador e a musculatura da mímica.

Detalhes de alguns dos músculos da mastigação:

Músculo temporal – lembra um leque, sendo coberto por uma fáscia muito densa, denominada fáscia temporal. Suas fibras apresentam três sentidos: anterior, média e posterior, com isso é considerado mais um músculo relacionado com o movimento do que com a força. Parte de suas fibras tem origem no assoalho da fossa temporal e parte na superfície medial da fáscia temporal. A inserção encontra-se na face medial do processo coronoide, na crista temporal até as proximidades do trígono retromolar. É inervado pelo nervo trigêmeo e sua vascularização vem das artérias temporais profundas, posterior e anterior que são ramos da artéria maxilar.

Músculo masseter – tem uma conformação retangular, sendo um músculo extremamente forte. Ele é constituído de duas partes: uma superficial e uma parte profunda. Sua parte superficial tem origem na margem inferior do osso zigomático, estendendo-se até a sutura zigomático-temporal, e, a parte profunda tem origem na margem inferior e na face medial do arco zigomático, estendendo-se até a eminência articular. Insere-se nos dois terços inferiores da face lateral do ramo da mandíbula. É inervado pelo Nervo massetérico (ramo do mandibular do nervo trigêmio), e sua irrigação arterial vem da artéria massetérica (a. maxilar).

Músculo pterigóideo medial – apresenta fibras curtas e trançadas. Suas fibras fazem trajeto para trás, para baixo e para a lateral, inserindo-se na face medial do ramo e do ângulo da mandíbula. Tem origem na fossa pterigóidea, entre as lâminas, lateral e medial do processo pterigoide. Na sua origem o pterigóideo medial relaciona-se lateralmente com o músculo pterigóideo lateral. Forma com o masseter a alça mandibular, que é uma faixa muscular na qual o ângulo da mandíbula fica repousado e que fixa o ramo do crânio. A inervação deste músculo é dada pelo nervo pterigóideo medial (trigêmeo), e a vascularização pelos ramos pterigóideos da artéria maxilar.

Músculo pterigóideo lateral – possui dois feixes distintos o inferior e o superior. Quando o feixe inferior se contrai coloca os côndilos da mandíbula em rotação e os abaixam em direção aos tubérculos articulares, abrindo e protruindo a mandíbula, neste momento o feixe superior permanece inativo, atua principalmente na estabilização do fechamento da boca. O ponto de origem do feixe superior é na superfície infratemporal da asa maior do osso esfenoide, enquanto o feixe inferior se origina na face lateral da lâmina lateral do processo pterigóideo. Os dois feixes têm inserção na fóvea pterigóidea do colo da mandíbula. A inervação deste músculo é dada pelo nervo pterigóideo lateral (trigêmeo), e a vascularização pelos ramos pterigóideos da artéria maxilar.

Os músculos da mastigação podem ser divididos para efeito didático em:

• Levantadores/elevadores da mandíbula – temporal, masseter e pterigóideo medial, sendo que o masseter seria o responsável pela força, auxiliado pelo pterigóideo medial, o temporal vai auxiliar na estabilidade do movimento, o movimento predominante é fechamento da mandíbula;

• Depressores/abaixadores da mandíbula – pterigóideo lateral, musculatura supra-hióidea. A musculatura infra-hióidea vai dar estabilidade ao osso hioide, tornando-o fixo para a efetivação do movimento de abertura.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira o curss de Fisioterapia nas Disfunções Temporomandibulares (ATM).

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER