O que é Prolapso da Válvula Mitral (PVM)?

O que é Prolapso da Válvula Mitral (PVM)?
FISIOTERAPIA
Valvulopatia em que os folhetos mitrais frouxos e aumentados de volume prolabam ou distendem-se para trás e para dentro do átrio esquerdo durante a sístole. Essa doença valvular prevalece em 2,4% da população, sendo mais comum em mulheres na razão de 2:1. A insuficiência mitral grave, no entanto, é menos comum e atinge mais o homem idoso. Sua causa é desconhecida.

Associações com outras síndromes são descritas: Síndrome de Marfan, S. de Ehlers-Danlos, Osteogêneses imperfeita, pseudoxantoma elástico, poliarterite nodosa, distrofia miotônica, S. de Von Willebrand, Hipertireoidismo, Doença de Ebstein, CIA tipo osteo secundum, Miocardiopatia hipertrófica. Há também um componente hereditário, manifestado por traço autossômico dominante. Está relacionada à pacientes com baixo peso corporal e baixa pressão arterial.

Manifestações clínicas
A maioria dos pacientes é assintomática, diversos sintomas inespecíficos como fadiga, palpitações e alterações posturais podem ocorrer, mas a correlação direta desses sintomas com o PVM não é clara. Queixas de síncope, pré-síncope, palpitações e desconforto torácico atípico podem acompanhar a sintomatologia. Na ausculta haverá um click, distinguível do ruído de abertura aórtico ao fonocardiograma por ocorrer após o pico do pulso carotídeo. Os clicks podem ser múltiplos, devido a uma distensão das cordoalhas da válvula prolapsada.

O click pode ser seguido de um sopro telessistólico. Em geral a duração do sopro é proporcional ao grau de severidade do refluxo mitral, sendo tão mais grave quanto mais precoce o seu início. A taquicardia, a inalação de nitrato de amilo, a elevação do tronco e a fase de esforço da manobra de valsalva antecipam o click que fica menos audível e antecipam o sopro que fica mais audível. Já a bradicardia, a posição deitada, a elevação dos membros inferiores e após a manobra de valsalva o click é retardado ficando melhor audível e o sopro se reduz. Essas manobras servem para diferenciar este sopro.
A endocardite infecciosa e a embolia são complicações desta cardiopatia.

Diagnóstico
O ecocardiograma fará o diagnóstico do prolapso e de sua gravidade.

Tratamento
A maioria dos pacientes não precisa de tratamento. Os sintomáticos tratam os sintomas com medidas farmacológicas e devem estar precavidos com possíveis infecções.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER