Meridianos

Meridianos
FISIOTERAPIA
Na medicina chinesa, as funções do corpo humano são controladas por uma força vital chamada qi, a qual circula entre os órgãos e por todo o corpo ao longo de canais, denominados meridianos (“canais energéticos”). São encontrados doze principais meridianos no corpo humano, que correspondem a 12 funções orgânicas (FRITZ, 2002).

Os sistemas orgânicos tem os mesmos nomes utilizados atualmente, mas representam um aspecto funcional do órgão. Os meridianos representam linhas de associação entre vários pontos de acupuntura e um sistema orgânico interno. A estimulação destes pontos ao longo dos meridianos é uma forma de afetar a função do sistema orgânico por eles representado (FRITZ, 2002).

A medicina chinesa entende que, para se ter boa saúde, é preciso ter quantidade e qualidade suficientes de fluxo de energia vital (qi) em cada um dos doze meridianos. Cada um deles pode ser acometido por estimulação adequada de pontos de acupuntura, localizados ao longo de cada meridiano, regulando, dessa forma, o fluxo da energia vital do organismo. A doença, nesse contexto, é entendida como o excesso ou a diminuição do fluxo da energia vital (FRITZ, 2002).

O conceito de yin e yang também pertencem à teoria médica chinesa, sendo yin considerada a força negativa, passiva e feminina, e yang a força positiva, ativa e masculina. O tratamento das doenças baseia-se no reequilíbrio do organismo através do uso de vários métodos que restauram o fluxo de energia adequado (FRITZ, 2002).

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER