Indicações e contraindicações da abdominoplastia

Indicações e contraindicações da abdominoplastia
ESTETICA
A abdominoplastia está indicada quando existem de modo isolado ou associado, condições deformantes da parede abdominal. Entre elas, destaca-se a obesidade seguida e emagrecimento, gestações sequenciais, cirurgias abdominais prévias, cicatrizes patológicas, distensão progressiva da pele com a presença de estrias, sequelas de abdominoplastias anteriores, flacidez aponeurótica, diástase muscular dos retos abdominais, abaulamentos, hérnias, e ainda quando o abdômen proporciona área doadora de tecido para reconstruções teciduais diversas.

Para alguns indivíduos, a perda da gordura abdominal, quando grande, resulta em uma pele flácida no abdome, que não vai ser corrigida com os exercícios e nem com dieta. Especificamente nas mulheres, depois das gestações, o aumento do abdome pelo útero gravídico resulta em flacidez da pele, na presença de estrias e algumas vezes no afastamento dos músculos abdominais, ocasionando um aspecto frouxo e inestético.

Essas ocorrências geralmente são agravadas pelo sedentarismo e alteração dos hábitos alimentares que interferem na tonicidade da parede abdominal e também nos acúmulos adiposos intra e extra-cavitários.

Sua utilização no tratamento de sequelas na parede abdominal como queimaduras ou tumores ou em doenças cutâneas é menos frequente. Atualmente aumentou consideravelmente o número de pacientes que se submetem à cirurgia de obesidade mórbida, os quais são, também, excelentes candidatos para esta operação.

Os melhores candidatos para abdominoplastia são homens ou mulheres que estão em boa forma física, que já corrigiram o excesso de peso, têm bons hábitos alimentares e praticam exercícios físicos rotineiros. Para esses casos, apenas exercícios, correção alimentar ou recursos de medicina estética não são capazes de corrigir o problema. Neste ponto é que a abdominoplastia tem sua melhor indicação.

Os pacientes que ainda não atingiram o peso ideal devem adiar a cirurgia, assim como as mulheres que pretendem ter novas gestações. Cirurgias abdominais anteriores podem dificultar a abdominoplastia, por causa das cicatrizes que já estão presentes e por aderências e modificações dos tecidos locais e do formato depois da correção. A cicatriz de cesariana transversa não contraindica o procedimento, podendo ser utilizada como base para a cicatriz da abdominoplastia.

São fatores restritivos que podem contraindicar a cirurgia, a presença de distúrbios metabólicos ou endocrinológicos, cardiorrespiratórios, inflamatórios, infecciosos e vasculares.

Classificação das alterações abdominais

Com o objetivo de sistematizar o tratamento das alterações abdominais, foram desenvolvidas múltiplas classificações, baseadas nas características da pele, estado das estruturas músculo-aponeuróticas, espessura do panículo adiposo ou disfunções abdominais.

As mais utilizadas classificam o paciente em três categorias que determinam a técnica a ser utilizada: na categoria A, encontram-se as pacientes magras, ou com peso adequado, que apresentam flacidez cutânea ou excesso de pele; na categoria B estão incluídos pacientes que apresentam sobrepeso ou uma obesidade evidente e na categoria C, estão os pacientes portadores de disfunções da parede abdominal como cicatrizes, eventrações ou hérnias.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER