A diversidade cultural

A diversidade cultural
PEDAGOGIA
Cultura é uma construção histórica, é uma dimensão do processo social, da vida de uma sociedade por completo, não apenas de uma parte dela.

A diversidade cultural pode ser entendida como a construção histórica, cultural das diferentes identidades que são construídas desde o nosso nascimento e de todo processo formativo que adquirimos no contexto em que estabelecemos nossas relações. Cada país, região e cidade se desenvolvem culturalmente de formas distintas.

Uma das características da nossa sociedade é a diversidade interna de nosso país, presente em cada região brasileira, pois recebemos interferências culturais diferentes das manifestações culturais como as indígenas, africana e dos povos imigrantes que vieram em diferentes épocas e por motivos sociais, políticos e econômicos em nosso país.

Manifestações culturais

De uma forma clara e objetiva, a cultura pode se manifestar de diferentes maneiras, ela é complexa e dinâmica e pode ser compreendida de acordo com a origem de quem a produz, podemos conhecê-la como, conforme Teixeira Coelho(1999):

Cultura erudita é produto da leitura, do estudo e da pesquisa. É a cultura aprendida nos ambientes formais de educação. Para que se produza cultura erudita é necessário que se tenha vasto conhecimento sobre um determinado assunto.

Cultura de massa: é a cultura produzida e /ou transmitida pelos meios de comunicação a um grande número de pessoas, através de intermédios impressos ou eletrônicos, como jornais, revistas, televisão e internet.

Cultura popular pode ser compreendida como a soma dos valores tradicionais de um povo, expressos em forma artística, como danças, ou em crendices e costumes gerais. A cultura popular é coletiva, marcada pelo anonimato.

O conceito de cultura é amplo, portanto é interessante estabelecer conhecimento entre os conceitos de cultura erudita, de massa e popular. Essa diferenciação tem objetivos apenas didáticos, até mesmo porque existem articulações e relações entre os “tipos culturais” e estabelecemos contato com elas o tempo todo, pois são mutáveis e dinâmicas, ou seja, as manifestações acompanham as sociedades onde se expressa transformando-se, permanecendo ou adaptando-se a cada realidade.

Outro aspecto importante a destacar é que convivemos com as diferentes manifestações culturais, por exemplo, ao estudar conosco você está exercendo a cultura erudita, ao assistir novela ou ouvir rádio você tem contato com a cultura de massa, ao executar uma receita familiar ou tomar um chá da vovó você está manifestando a cultura popular.

Na arte as manifestações culturais também podem variar, por exemplo, é comum o estabelecimento de categorias que destacam a obra erudita ou popular.

Na pintura, os quadros populares, dá-se o nome naïf que, em francês, significa ingênuo. Ocorre quando o artista não recebeu nenhum treino para pintar, sabendo pouco sobre a história da arte e regras de pintura.

Os temas pintados, geralmente são ligados ao seu cotidiano como festas e tradições populares. Já na obra erudita, ocorre o uso de técnicas ensinadas, por exemplo, nas escolas de Belas Artes: perspectivas, planos, uso racional de cores, formas e material.

O artista pinta qualquer tema, mas, em geral, sua escolha está ligada à técnica que ele vai utilizar e que domina o que marcará a identidade e o jeito de se expressar do artista.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER