O vírus da AIDS e resistência à insulina

O vírus da AIDS e resistência à insulina
EDUCACAO-FISICA
Aceita como quadro inicial para o desenvolvimento do diabetes mellitus, a resistência à insulina é caracterizada por valores de glicemia entre 100 e 125 mg/dL de sangue com o paciente em jejum ou valores entre 140 e 199 mg/dL após duas horas de ingestão oral de 75 gramas de glicose. Para a American Diabetes Association, valores de glicemia de jejum a partir de 126 mg/dL ou após duas horas de ingestão de glicose a partir de 200 mg/dL caracterizam o quadro de diabetes mellitus.

Para o portador do HIV, além do tratamento antirretroviral, a história familiar de diabetes, a obesidade e idade superior aos 45 anos são fatores de risco para o desenvolvimento da resistência à insulina. Algumas características do paciente e do tratamento favorecem o aparecimento do quadro de resistência insulínica. São eles:

- 40% dos pacientes que apresentam lipodistrofia também desenvolvem a resistência à insulina diagnosticada pelo teste de sobrecarga oral de 75 gramas de glicose;

- A infecção pelo vírus da hepatite C apresentou aumento do risco de diabetes mellitus em 2,5 vezes;

- A utilização dos inibidores da protease na HAART aumenta em 6% ao ano de uso da terapia o risco de desenvolvimento do diabetes mellitus.

Os inibidores da protease atuam diminuindo a captação de glicose estimulada pelo hormônio pancreático insulina na musculatura esquelética e nas células de armazenamento de gordura, os adipócitos. Essa interferência acontece no transportador de glicose GLUT-4. Os principais tratamentos para evitar o aparecimento da resistência à insulina ou controlar e minimizar suas complicações são diminuição do peso corporal (pela diminuição da quantidade de gordura corporal) e incremento da atividade física. O GLUT-4 é estimulado pela prática de atividade física, aumentando a captação de glicose pelas células. O tratamento medicamentoso também pode ser indicado, mas apresenta significativos efeitos colaterais: alterações na distribuição e concentração de gordura corporal e alterações no colesterol e triglicérides.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER