Mielinização do neurônio

Mielinização do neurônio
EDUCACAO-FISICA
A maioria dos axônios dos neurônios motores é mielinizada, ou seja, são recobertos por uma bainha de mielina, que é uma substância “gordurosa” que isola a membrana celular do neurônio. No sistema nervoso periférico, essa bainha de mielina é formada por células especializadas denominadas células Schwann.


Esta bainha não é contínua, ou seja, não envolve toda a membrana do axônio; estes espaços são conhecidos como nódulos de Ranvier. Quando este impulso nervoso, potencial de ação, percorre o axônio, o potencial salta de um nódulo para outro; este processo é conhecido como condução saltatória. Tal fenômeno faz com que o impulso nervoso seja conduzido muito mais rapidamente que em axônios não mielinizados.


Diâmetro do Neurônio

A velocidade da transmissão do impulso é determinada também pelo diâmetro do neurônio. Os neurônios maiores apresentam menos resistência à corrente que aqueles de diâmetro menor, isto faz com que o impulso nervoso percorra o neurônio rapidamente.


Agora que já sabemos como o impulso nervoso/potencial de ação percorre um neurônio, vamos entender como este potencial é transmitido para outro neurônio.


Os neurônios comunicam-se entre si por meio de sinapses. Uma sinapse é o local onde ocorre a transmissão de um impulso nervoso de um neurônio para outro.


Segundo Wilmore e Costil, (2001, p. 60) uma sinapse entre dois neurônios inclui:


•    Os terminais axônicos do neurônio que transmite o impulso;

•    Receptores sobre o segundo neurônio;

•    O espaço entre essas estruturas.
O neurônio que envia a mensagem é denominado pré-sináptico, e o que recebe, pós-sináptico. É importante lembrar que os neurônios não se conectam fisicamente. O que separa estes neurônios é a fenda sináptica. Para que este impulso possa passar de um neurônio para outro, é derramada uma quantidade de neurotransmissores na fenda sináptica.


Estes neurotransmissores estão localizados nas vesículas pré-sinápticas, que se encontram nos terminais pré-sinápticos destes neurônios. Os neurotransmissores levam o impulso até os receptores pós-sinápticos do neurônio pós-sinápticos por meio dos dendritos do mesmo.


Finalmente, quando este impulso/potencial de ação chega ao motoneurônio, que podemos considerar como um neurônio final, este impulso pode ser transmitido até a fibra muscular. Mas como isto ocorre? Neste caso a comunicação entre o neurônio e a fibra muscular ocorre em um local chamado de junção neuromuscular. A junção neuromuscular tem a mesma função da sinapse.


No motoneurônio este impulso é transmitido por meio dos terminais axônicos do motoneurônio onde são liberados os neurotransmissores, em especial acetilcolina e noradrenalina que transmitem o impulso pela fenda sináptica que irá ser transmitido para a fibra muscular pelos receptores localizados no sarcolema/membrana da fibra muscular.


O impulso/potencial de ação despolariza a membrana da fibra fazendo com que sejam liberados íons de sódio que irão penetrar no interior da fibra muscular.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER