Hipnóticos não Benzodiazepínicos

Hipnóticos não Benzodiazepínicos
MEDICINA
Zolpidem e zaleplon são agentes hipnóticos que atuam seletivamente no receptor de benzodiazepínico subtipo ômega-1 (BZ1), acredita-se que esta seletividade esteja associada a um risco menor de dependência em comparação com os benzodiazepínicos. A ação ansiolítica, anticonvulsivante e miorrelaxante são pouco significativas clinicamente.

Esses agentes não formam metabólitos ativos, sendo considerados hipnóticos de curta duração.

- ZOLPIDEM (5-10 mg) - derivado do imidazopiridínico com ação hipnótica e ação curta; eficácia comprovada na indução e na manutenção do sono. Possui tempo de meia-vida curto e relatos de sedação diurna mínima;

- ZALEPLON (5-20 mg) – derivado do pirazolopirimidima de ação curta; administrado no meio da noite. Possui efeitos sedativos residuais mínimos após 4 horas da administração. Seu metabolismo é inibido por cimetidina.

O tratamento de pacientes com disfunção hepática deve ser monitorado. Os efeitos adversos destes fármacos hipnóticos são semelhantes aos descritos com o tratamento com os benzodiazepínicos de ação curta; efeito amnésico e incoordenação motora. Menor incidência no desenvolvimento de tolerância e dependência.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER