Preconceito, hora de exclui-lo

Preconceito, hora de exclui-lo
COTIDIANO
Hoje em dia vivemos em um mundo de diferenças, porém em algumas vezes essas diferenças causam problemas, como o preconceito que foi citado no vídeo de Felipe Neto, "Não Faz Sentido! - Preconceito". Neste vídeo ele apresentou assuntos em que o preconceito esta presente em nosso dia a dia.

O Preconceito não passa de um conceito que criamos antes de saber o que aquilo realmente é, onde por esse falso conceito muitas vezes maltratamos o próximo e nem pensamos nas consequências daquele fato. Infelizmente atualmente o preconceito sempre esta presente em várias situações de nossas vidas. O preconceito esta fortemente ligado a diferença de cor de pele, este é um dos maiores preconceitos existentes hoje em dia, as pessoas julgam, se afastam, excluem da sociedade os outros por causa da cor, são preconceituosas em relação à classe social, opção sexual, religião, deficiências físicas e mentais, entre outras formas que proporcionam o preconceito.

O preconceito vem de crenças, e é causado por nossas diferenças, muitas vezes acontecem choques culturais, o que pode desencadear esta situação. A cor da pele é um dos principais motivos de preconceito, pode começar de maneira "simples" como exemplo: na escola, sua professora solicita um trabalho em grupo, você prefere a pessoa da mesma cor que você, mas pode chegar a graus elevados e inaceitáveis que é caso do racismo.

A classe social também é um dos motivos que causam preconceito atualmente, o modo de se vestir, até mesmo a beleza, como foi citado no vídeo, "play boy babaca" só por ser bonito é considerado um babaca, ou uma garota que seja Linda é taxada como a gostosa, fútil e burra que não merece atenção. Nascer rico, de certa forma parece que a pessoa é culpada de alguma coisa, as pessoas não conseguem aliar riqueza com humildade, tem muitas pessoas ricas que são humildes, porém apenas por terem uma situação econômica vantajosa são chamadas de metidas, play boys, patricinhas, mais julgamos sem conhecê-las, podem ser humildes também.

Olhando agora do outro lado, há certa exclusão de pessoas pobres, só por serem pobres as pessoas acham que ele não é legal, não é bacana, não tem educação, mais isso esta errado, muitos são pobres, mas muito mais educados do que alguns ricos, classe social não define educação, simpatia, inteligência. No mundo que vivemos hoje as pessoas tem mais liberdade em suas escolhas, porém as diferenças nas escolhas causam um grau elevado de preconceito, como é o caso da opção sexual, as pessoas descriminam o Homossexualismo, Pansexualismo, Bissexualismo, Transexualíssimo, etc.

Por causa das diferenças, até mesmo o Metrossexualíssimo é alvo de preconceito, causa de o homem começar a se cuidar e se importar com sua beleza, de modo excessivo. Um assunto que há muito tempo é discutido, causando preconceito é a Religião, este é um dos assuntos que desde a antiguidade causa conflitos por suas crenças e diferenças, as pessoas são preconceituosas com as outras religiões, muitas vezes não aceitam as diferenças, todos sabem que existem diferenças entre as doutrinas, porém essas diferenças são muitas vezes alvos de críticas, em casos mais graves, podem ocasionar conflitos.

As pessoas de hoje de certa forma excluem os deficientes físicos e mentais, algo que a meu ver é desumano, essas pessoas tem suas deficiências, mais isso não os torna inferiores a nós, então se somos todos iguais, por que trata-los de maneira diferente? Devemos nos conscientizar, e excluir de vez o preconceito de nossa sociedade, o preconceito vem de nossas crenças, ocorre por causa das diferenças existentes entre nós, sempre que houver um choque de culturas, haverá diferenças, porém se cada um respeitar as diferenças dos outros já será o bastante, pois respeitando, seremos respeitados, se não praticarmos o preconceito, isso também não acontecerá contra nós, às diferenças existem, pois não somos robôs para serem todos iguais, então cabe a cada um respeitar o próximo, melhorando assim a nossa convivência.

Cainan Afonso de Almeida
Meu nome é Cainan, tenho 16 anos, estou cursando o 2º ano do Ensino Médio, e também faço estágio no Juizado Especial Cível de minha cidade, busco oportunidades e cada vez mais aprendizado.
Seja um colunista
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER