Transtornos da Excitação Sexual Feminina

Transtornos da Excitação Sexual Feminina
PSICOLOGIA

O diagnóstico leva em conta o foco, a intensidade e a duração da atividade sexual do paciente. Se a estimulação sexual for inadequada em foco, intensidade ou duração, o diagnóstico não deve ser feito.

Transtorno da excitação sexual feminina

É caracterizado pelo fracasso persistente ou recorrente, parcial ou completo, de obter ou manter a resposta de lubrificação-turgescência da excitação sexual até a finalização do ato sexual.

Critérios diagnósticos do DSM-IV para transtorno da excitação sexual feminina

A. Fracasso persistente para adquirir ou manter uma resposta de excitação sexual de lubrificação-turgescência até a consumação da atividade sexual.

B. A perturbação causa acentuado sofrimento ou dificuldade interpessoal.

C. A disfunção não é mais bem explicada por outro transtorno do Eixo I (exceto por outra disfunção sexual), nem se deve exclusivamente aos efeitos fisiológicos diretos de uma substância (p. ex., droga de abuso, medicamento) ou de uma condição médica geral.

Especificar tipo:
Tipo ao longo da vida
Tipo adquirido

Especificar tipo:
Tipo generalizado
Tipo situacional

Especificar:
Devido a fatores psicológicos
Devido a fatores combinados
Fonte: DSM IV

A prevalência do transtorno da excitação sexual feminina tende a ser subestimada. Mulheres que têm disfunção na fase de excitação muitas vezes também apresentam dificuldade em atingir orgasmos.

Muitos fatores psicológicos (p. ex., ansiedade, culpa e medo) estão associados ao transtorno da excitação sexual feminina. Em muitas, os transtornos da fase de excitação estão associados à falta de desejo.

Estudos fisiológicos sobre disfunções sexuais indicam que um padrão hormonal pode contribuir para a responsividade naquelas com disfunção na fase de excitação.

Algumas evidências indicam que mulheres com disfunções sexuais estão menos cientes da excitação fisiológica e experimentam menos calor ou menos sensibilidade nos genitais

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER