Transtorno Obsessivo-Compulsivo

Transtorno Obsessivo-Compulsivo
PSICOLOGIA

O Transtorno Obsessivo-Compulsivo, também conhecido como TOC, muitas vezes pode ser confundido com manias, que todo mundo pode ter, mas quando essas manias passam dos limites, são exageradas, fora de controle, tornam-se rituais em que a pessoa se sente escrava, aí então é preciso de avaliação de um profissional da área para análise adequada. Para quem não tem o transtorno é muito difícil entender o que sente a pessoa que sofre com isso, pois por mais que pareça tudo absurdo, o sofrimento é real.

E muitas vezes a pessoa tem vergonha de ser assim e acaba sofrendo sozinha. Realmente a pessoa com TOC perde um enorme e valioso tempo da sua vida com pensamentos obsessivos e rituais e ela muitas vezes tem noção disso e quer se livrar, mas é muito mais forte do que ela. O TOC traz um sofrimento imenso na vida da pessoa, ela sofre por ser assim, mas não consegue parar.

O pensamento obsessivo toma conta como uma "descarga descontrolada" e a pessoa por mais que tente controlar os pensamentos e os rituais, não consegue. Ela realmente se sente e está numa prisão. O TOC pode afetar não só a vida dela como de muitas pessoas ao redor, podendo afetar drasticamente a qualidade de vida da pessoa que tem o transtorno. Normalmente os pensamentos obsessivos vem acompanhados dos rituais, mas em alguns casos a pessoa pode ter apenas os pensamentos obsessivos.

Eles são tão fortes, tão atormentadores, que a pessoa por mais que queira bloquear esses pensamentos não consegue, eles tomam conta e a razão perde de "goleada" para a emoção. Ela fica aprisionada nos próprios pensamentos incontroláveis e por mais que tente raciocinar não consegue.

A maioria das pessoas além dos pensamentos, tem os rituais e eles existem de diversas formas, como por exemplo:
- lavar as mãos várias vezes e compulsivamente;
- arrumar e alinhar objetos até estar tudo em perfeita sincronia ao seu ver;
- limpar compulsivamente a casa, as coisas;
- distribuição de cores das roupas nos guarda-roupas de mais claro para o mais escuro;
- checar inúmeras vezes se a porta está trancada;
- se o gás está desligado;
- se o telefone está no gancho;
- achar que está se contaminando por qualquer coisa;
- por dar a mão para cumprimentar alguém e querer se descontaminar se limpando ou se lavando compulsivamente;
- tirar o sapato para entrar em casa para não contaminar o ambiente;
- armazenar inúmeros objetos e não conseguir jogá-los fora pois teme precisar deles um dia;
- contar objetos, contar números;
- rezar compulsivamente, fazer listas e passá-las a limpo;
- chegar no trabalho e fazer um determinado ritual para só depois conseguir começar o seu trabalho;
- teme passar debaixo de porta, não consegue entrar ou sair de um carro;
- se fizer ou não fizer determinada coisa acredita que algo ruim irá acontecer na sua vida;
- entre inúmeros e infinitamente outros rituais.

A pessoa pode ter apenas um ritual ou vários. E ela "tem" que fazer os rituais pois acredita que assim vai melhorar, mesmo se sentindo aprisionada e isso traz um grande sofrimento e ansiedade a vítima. Se de alguma maneira você se identifica com esse artigo é preciso o quanto antes procurar ajuda de profissionais como terapeuta e psiquiatra.

A terapia cognitivo-comportamental é muito indicada para quem tem TOC e muitas vezes é preciso também entrar com medicação, receitada pelo médico psiquiatra. Se você conhece alguém que está sofrendo com esse transtorno, apenas entenda que é mais forte do que ela e a incentive a procurar ajuda.

IMPORTANTE: As informações contidas neste artigo são apenas para referência, não devendo ser usadas para automedicação ou autodiagnóstico. Se você estiver com algum problema de saúde, qualquer tipo de sofrimento, algo que está prejudicando sua vida procure um médico.

Karina Romera de Carvalho
Terapeuta Transpessoal, credenciada pela ABRATH, Constelação Familiar individual, Mesa Radiônica Quântica, Regressão de Memória, Numerologia Cabalística, Florais, Cristais, Mestre em Reiki, Tarô Terapêutico, alinhamento dos Chacras, entre muitas outros recursos terapêuticos. Email: karinaromeracarvalho@gmail.com / Site: www.terapiaholisticacampinas.com.br
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER