Oneomania

Oneomania
PSICOLOGIA
Oneomania é o vício em compras. É a doença do consumo compulsivo. Causa uma sensação de euforia parecida com o prazer do álcool.

É uma vontade incontrolável de comprar. A pessoa não tem culpa, é mais forte do que ela e nesse momento ela não usa a razão e sim a emoção, dominada pelo impulso, chegando a grandes prejuízos financeiros. Normalmente nem precisa do que está comprando e gasta muito mais do que imaginava.

Antes das compras pode sentir muita ansiedade, taquicardia, sudorese, irritação e até agressividade. E isso só passa quando a pessoa começa a comprar. Esconder as compras é um dos principais sintomas da Oneomania.

Se a pessoa ouviu falar que algo ou alguma loja ou shopping está em promoção, ela não aguenta e vai às compras, mesmo que essa promoção seja mais para chamar a atenção do que uma grande promoção mesmo.

A sociedade estimula a compra, mas depois quem tem a doença pode entrar até em depressão. Algumas pessoas podem comprar diversas cores e tamanhos do mesmo modelo. Ou de mesmas cores para usar quando alguma estragar. Pode comprar uma coleção inteira. Ou sair para comprar apenas um par de sapatos, por exemplo, e sair com muitas sacolas da loja. Se alguém falar que o preço está bom, lá vai ela comprar, mesmo que não esteja.

Não consegue ir apenas passear num shopping, tem que comprar, tem que voltar com um monte de sacolas. E as compras online? Em questão de minutos é muito fácil clicar em “comprar” e digitar o cartão de crédito em inúmeras ofertas que chegam aos e-mails todos os dias ou aparecem em sites.

Muitas compras são feitas sem precisar, apenas pelo prazer de comprar porque se convence que realmente está em promoção e é imperdível, mesmo não precisando de nada daquilo que muitas vezes pode nem ser usado depois. Isso a princípio dá uma sensação de prazer, mas depois pode trazer muita culpa e baixa autoestima quando ela se dá conta que não precisava de tudo aquilo e principalmente se está com a conta negativa. Em casos mais raros a pessoa pode cometer suicídio.

Seria interessante investigar o que está por trás disso, a pessoa pode estar com uma grande carência afetiva. Pode ser que sempre que fica triste ou frustrada “tem” que comprar algo. É fundamental que a própria pessoa perceba que precisa de ajuda e procure um terapeuta e talvez também ajuda medicamentosa de um psiquiatra. É importante ressaltar também que existem grupos de autoajuda que são dos “Devedores Anônimos”.

Karina Romera de Carvalho
Terapeuta Transpessoal, credenciada pela ABRATH, Constelação Familiar individual, Mesa Radiônica Quântica, Regressão de Memória, Numerologia Cabalística, Florais, Cristais, Mestre em Reiki, Tarô Terapêutico, alinhamento dos Chacras, entre muitas outros recursos terapêuticos. Email: karinaromeracarvalho@gmail.com / Site: www.terapiaholisticacampinas.com.br
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER