O QUE É QUE VAI SER? CARNE OU PEIXE?

O QUE É QUE VAI SER? CARNE OU PEIXE?
NUTRICAO

Carnes brancas X Carnes Vermelhas

Rica em proteínas de alto valor biológico, fonte de importantes vitaminas do complexo B e de minerais como ferro, fósforo, selênio ou zinco, a carne pode e deve fazer parte de uma alimentação completa e equilibrada.

O seu principal aspecto "negativo" é a gordura, principalmente a saturada, que está presente em maior quantidade nas carnes vermelhas. A gordura pode ser subcutânea (visível), intermuscular e intramuscular (não visível) e depende muito da espécie em questão. O consumo de carnes vermelhas exige, por isso, moderação.

As carnes de avessão, regra geral, mais magras e por essa razão, preferíveis. Mas, é sempre importante limpar as peles e gorduras visíveis. Siga os exemplos da pirâmide mediterrânea e consuma carnes vermelhas, no máximo, 1 vez por semana e as brancas cerca de 4 a 5 vezes semana.

Carnes vermelhas

- Vaca, Porco, Borrego, Carneiro e Cabra

Carnes Brancas (aves e caça)

- Frango, Peru, Pato, Coelho

Sabor a Mar

Fonte magra de proteína de excelente qualidade, o peixe não pode faltar em uma mesa. Além dos benefícios da gordura insaturada, é uma importante fonte de nutrientes, como as vitaminas A e D, o complexo B ou os minerais iodo, selênio, ferro, cálcio e potássio.

Se não é grande apreciador de peixe, comece por fazer 2 a 3 refeições por semana. Aposte em empanadinhos de peixe para começar e faça-os no forno em vez de fritar. Depois, experimente as sopas e açordas. E no verão, não dispense um peixe grelhado.

Se já é apreciador, está na altura de reforçar o consumo para 5 a 6 vezes por semana. Delicie-se com uma boa caldeirada, bacalhau ou uns filetes de atum fresco. Outra hipótese é variar nas entradas: petiscar umas pataniscas de bacalhau, picar uns canapés de salmão fumado ou atirar-se de pauzinhos a um bom sushi.

E, lembre-se, a presença de ômega 3 (mais marcante no salmão, sardinha, atum e arenque), contribui para a prevenção de pressão cardiovascular, depressão e obesidade. Certos estudos evidenciam ainda que o óleo de peixe ajuda bastante no tratamento da acne.

Dr. Nuno Miguel Esteves Fidalgo
Formado em Osteopatia Integral (Estrutural, Visceral, Craneal, Pediátrica, Ginecologia), Termografia Clinica, Master em Quiromassagem Superior, Reflexologia Podal, Medicina Quântica, Tui Pediátrico, Bandas Neuromusculares e Kinesio Tape em Pediatria, várias formações na área de Fisioterapia e Enfermagem. Pode saber mais no meu site:(www.drnunofidalgo.blogspot.pt)
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER