Energia hidrelétrica: sustentável pra quem?

Energia hidrelétrica: sustentável pra quem?
BIOLOGIA

A maior parte da energia elétrica produzida no Brasil é obtida por meio da energia hidrelétrica, correspondendo a 71% da capacidade do país, de acordo com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Entretanto, apesar de ser uma fonte renovável de energia, ou seja, não passa por transformação após sua utilização, esse tipo de energia não é sustentável. Isso porque as usinas hidrelétricas impactam o ecossistema, prejudicando e alterando a composição e abundância das espécies. Esses ambientes, ainda, ficam mais vulneráveis a espécies invasoras que podem causar a extinção das espécies nativas. Além disso, a instalação dessas usinas também causa impactos sociais, afetando, principalmente, as comunidades ribeirinhas e pescadores que dependem do rio para o seu sustento e sobrevivência.

Por outro lado, há indícios que a geração de energia sustentável, tais como eólica e solar, que geram muito menos impactos e emissão de carbono, aumentem nos próximos anos impulsionados pelo avanço de novas tecnologias e redução de custos na sua produção. Os investimentos nesse setor crescem gradualmente e somaram um aumento de 539% entre os anos de 2005 a 2011, de acordo com o relatório Tecnologia e Inovação - Potencialização do Desenvolvimento com Energias Renováveis da Organização das Nações Unidas.

Apesar das tendências de crescimento e investimentos em energias limpas, ainda é necessário um maior incentivo para reduzir a carência de produção de energia limpa e um melhor aproveitamento energético no país, uma vez que possui um grande potencial para utilização de energias sustentáveis.

Rodrigo Leite Arrieira
Graduado em Ciências Biológicas, especialista em Ensino-Aprendizagem de Ciências e Biologia, Mestre em Biologia das Interações Orgânicas e doutorando do Programa de Pós-Graduação em Biologia Comparada pela Universidade Estadual de Maringá. Atua na área de Ecologia de Ecossistemas na taxonomia e ecologia de zooplâncton de ambientes aquáticos continentais
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER