Desertos frios das Américas: Grande Bacia, Patagônia e Atacama-Sechura

Desertos frios das Américas: Grande Bacia, Patagônia e Atacama-Sechura
BIOLOGIA
"A adaptação da vida a esta soberba terra-de-ninguém é testemunho da espantosa vesatilidade dos habitantes, e, de certo modo, constitui uma vitória sobre as rigorosas leis da natureza" (Jean Dorst, em South America) O Deserto da Grande Bacia encontra-se na América do Norte, cobrindo uma área de cerca de 409.000 quilômetros quadrados divididos entre os estados do Oregon, Idaho, Nevada, Utah, Wyoming, Colorado e Califórnia. Está rodeado pela cordilheira de Sierra Nevada a oeste e pelas Montanhas Rochosas a leste, tendo a meseta de Columbia ao norte e os desertos de Mojave e Sonora ao sul.

Mesmo com temperaturas rigorosas, este habitat não é tão árido em comparação aos demais desertos frios das Américas, e a precipitação em suas diferentes áreas varia de 150 a 300 milímetros por ano. Cobrindo 673.000 quilômetros quadrados a leste dos Andes, numa zona de sombra de chuva, esta o Deserto da Patagônia. Uma região caracterizada por ser uma planície vasta, elevada e árida, talhada no sentido Leste-Oeste por numerosos cânions rochosos. O maior deserto das Américas e o sétimo maior deserto do mundo. Muitas vezes varrido por ventos frios - os denominados pamperos - e tendo sua parte meridional geralmente nublada e nevoenta, este deserto frio tem sua baixa precipitação de 100 a 125 milímetros anuais durante o inverno. A região experimenta 07 meses de inverno e 05 meses de verão, onde a temperatura média esta entre 12 ºC e 15 ºC.

O Deserto do Atacama é uma faixa de quase 3.200 quilômetros ao longo de um terço da costa chilena do Pacífico e que se estende por toda a costa do Peru. É o deserto em maior altitude do mundo, tendo sua aridez extrema pelo resultado de uma zona subtropical de alta pressão ao sul e uma sombra de chuva a oeste, e somado a estes dois fatores há a intensificação da aridez por ventos proeminentes da gelada corrente de ar da Antártica, que adentra o continente. Um ambiente caracterizado pela aridez extrema combinada com longos períodos de neblina, nuvens, e um nível de umidade alto para desertos. Entretanto, partes do Atacama-Sechura apresentam os mais baixos índices pluviométricos do mundo, com regiões onde a precipitação chega a 3 milímetros ou apenas 1 milímetro anualmente. Suas temperaturas não variam muito entre inverno e verão, estando geralmente entre 0 ºC durante a noite a até 40 ºC durante o dia.

Uma das curiosidades geológicas deste deserto são seus vulcões nas encostas orientais ao Sul, que tem pouquíssima atividade mas que permanecem a exalar vapores sulfurosos. Picos estes que mantém sua lava antiga conservada e suas camadas de cinzas e pedra pomes intactas pelo fato da escassa chuva não ser suficiente para varrer seus depósitos minerais, permitindo que vulcanólogos tenham oportunidade de estudar as características de erupções passadas.

Hermann Cavalcante Vherner
Biólogo, especialista em Manejo e Conservação da Fauna Silvestre.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER