Auditoria de Demonstrações Financeiras

Auditoria de Demonstrações Financeiras
ADMINISTRACAO
A auditoria de demonstrações financeiras consiste numa conferência sistemática e rigorosa das contas de uma empresa, a fim de verificar a consistência da demonstração de resultados especificada no livro contábil.


Tradicionalmente, a auditoria no Brasil é considerada um ramo da contabilidade, sendo traduzida por muitos anos a palavra inglesa audit como "revisão contábil". Assim, até os anos 50 os auditores eram chamados de "revisores contábeis". Com o desenvolvimento do mercado de capitais e a introdução das práticas de gestão anglo-americanas nas corporações empresariais a partir do final dos anos 60, a auditoria tornou-se uma atividade complexa, abandonando o termo simplista da revisão contábil. Atualmente é o nome dado a uma das técnicas utilizadas pelos auditores para validar os sistemas contábeis utilizados pela empresa.


A Auditoria de Demonstrações Financeiras continua a ser uma atividade regulada no país pelas normas de contabilidade, havendo regras específicas a serem seguidas pelos profissionais, provenientes do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) (profissionais contábeis em geral), Comissão de Valores Mobiliários (CVM) (profissionais do mercado de capitais), Banco Central do Brasil (BCB) (profissionais das instituições financeiras) e Tribunal de Contas (profissionais da administração pública).


Auditoria Fiscal
Auditoria fiscal ou tributária é aquela voltada para a análise do correto cumprimento das obrigações tributárias pelos contribuintes. Segundo Jund Filho: "A auditoria tributária objetiva o exame e a avaliação de planejamento tributário e a eficiência e eficácia dos procedimentos e controles adotados para a operação, pagamento e recuperação de impostos, taxas e quaisquer ônus de natureza fisco-tributária que incida nas operações, bens e documentos da empresa".


Ela só pode ser realizada por servidor público empregado no ente tributante. Conforme artigo 142 do Código Tributário Nacional: "Compete privativamente à autoridade administrativa constituir o crédito tributário pelo lançamento, assim entendido o procedimento administrativo tendente a verificar a ocorrência do fato gerador da obrigação correspondente, determinar a matéria tributável, calcular o montante do tributo devido, identificar o sujeito passivo e, sendo o caso, propor aplicação da penalidade cabível".


O servidor público da fiscalização é a autoridade administrativa incumbida de verificar o correto funcionamento do sistema tributário. Ele deve ser um servidor público e em virtude disto realizar seu trabalho dentro dos princípios atinentes ao múnus público.


Auditoria de Segurança de Informações
A auditoria em segurança da informação tem o papel de assegurar a qualidade da informação e participar do processo de garantia quanto a possíveis e indesejáveis problemas de falha humana.


Com dados concentrados em formato digital e procedimentos invisíveis devido à automação, os sistemas de informação são vulneráveis a destruição, abuso, alteração, erro, fraude e a falhas de programas e equipamentos. Os sistemas on-line e os que utilizam a internet são os mais vulneráveis, pois seus dados e arquivos podem ser acessados imediata e diretamente em terminais de computador ou em muitos pontos de rede. Rackers podem invadir redes e causar sérios danos ao sistema e às informações armazenadas, sem deixar qualquer rastro. Vírus de Computador podem se propagar rapidamente entupindo a memória de computadores e destruindo arquivos. Os softwares em si também apresentam problemas e a má qualidade dos dados também pode causar sérios impactos sobre o desenvolvimento do sistema.


Qualquer grande empresa precisa tomar providencias especiais para evitar as vulnerabilidades. Para tanto, planos de recuperação pós-desastre incluem procedimentos e instalações para restaurar os serviços de comunicação após terem sofrido algum tipo de problema. Quando a empresa utiliza intranet ou internet e sistemas de detecção de invasão ajudam a salvaguardar redes internas contra o acesso não autorizado.

Colunista Portal - Educação
O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.
Sucesso! Recebemos Seu Cadastro.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER