CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Estrutura do gênero lírico

Artigo por Colunista Portal - Educação - quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Tamanho do texto: A A

O poeta se utiliza de vários recursos estruturais
O poeta se utiliza de vários recursos estruturais
Como todo ser humano tem sentimentos e procura expressá-los, o gênero lírico acabou sendo o mais utilizado. O conteúdo do gênero lírico não é o mundo real, objetivo, palpável, mas o sentimento que ele provoca no leitor. O mundo subjetivo é a sua matéria. Mesmo que haja descrições e narrações de algum fato, o que se sobressai são as emoções e não as paisagens ou os fatos.

Para tanto, o poeta se utiliza de vários recursos estruturais visando provocar no leitor o sentimento que ele deseja transmitir. É necessário, então, para compreender a obra como um todo, captar as múltiplas relações entre o conteúdo e a forma do gênero lírico. Observando o gênero desde sua gênese, percebemos que seu valor está na unidade entre a significação das palavras e sua música. Essa música que foi ao longo dos anos enriquecida com ritmo, metros, aliterações, onomatopeias, rimas internas e no final dos versos, etc. Isso tudo torna cada palavra ou mesmo cada sílaba insubstituível dentro de cada obra. Emil Staiger, em seu livro Conceitos fundamentais da poética, diz a respeito dessa fusão entre o conteúdo e a forma: “Nem somente a música das palavras, nem somente sua significação perfazem o milagre da lírica, mas sim ambos unidos em um” (1972, p. 23 e 24).

As estruturas métricas expressam os possíveis climas que envolvem o poeta. Por isso não podemos classificar o gênero lírico apenas pela sua forma. Na verdade, a função do poema é muito mais emotiva do que qualquer outra. Quando um leitor se depara com uma obra poética, primeiro ele se emociona, depois tenta compreendê-la. Staiger, a esse respeito, afirma que “para a insinuação ser eficaz, o leitor precisa estar indefeso, receptivo”, isto é, em consonância com o poeta, quando sua alma está afinada com a do poeta.

Talvez por este motivo, o da emoção, é que a extensão da poesia lírica também é um aspecto importante. O poema não deve ser muito longo para não trair o que há de essencial na alma do poeta, e para que haja harmonia no clima lírico do poema.

Para que esse encontro de almas entre o poeta e o leitor fosse eficaz e permanente, muitos recursos foram sendo incorporados ao gênero. Muitas mudanças foram ocorrendo ao longo de sua história, sempre na busca de chegar ao mais profundo sentimento do leitor. Veremos, agora, alguns desses recursos, os mais expressivos. Lembramos, porém, que nem todos são utilizados em todas as épocas. Esses recursos foram sendo, como já dissemos incorporados ao longo da evolução do gênero. Alguns são utilizados até hoje, enquanto outros se perderam, desapareceram ou se transformaram durante todo o processo.


CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.