CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

O Papel da Psicopedagogia Frente às Dificuldades Escolares

Artigo por Kelys Christiane Coura Martins - quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Tamanho do texto: A A

O Papel da Psicopedagogia Frente às Dificuldades Escolares
O Papel da Psicopedagogia Frente às Dificuldades Escolares
O presente trabalho tem como tema central o trabalho da psicopedagogia frente às dificuldades escolares das crianças por qualquer que seja o motivo não conseguem acompanhar de maneira natural as aulas.

Nessas perspectivas constituem-se várias questões que nortearam esse trabalho:
• O conhecimento é constituído naturalmente e continuamente pela criança, não sendo exclusivamente do ambiente escolar;

• Quando esse processo não ocorre naturalmente precisa-se de um apoio maior cabendo a entrada da Psicopedagogia que é uma área de conhecimento e de atuação dirigida diretamente para o processo de aprendizagem humana;

• Seu objeto de estudo é o ser, que apreende da realidade, e constrói o seu conhecimento, aprendendo;

• A Psicopedagogia pode auxiliar em várias áreas da atividade humana;

• As teorias vinculadas a ela são relacionadas à prática pedagógica, envolvendo o atendimento às necessidades individuais de aprendizagem, o fracasso escolar e a apropriação do conhecimento.

A Psicopedagogia ocupa-se da aprendizagem humana que adveio de uma demanda – o problema de aprendizagem, colocado num território pouco explorado, situado alem dos limites da Psicologia e da própria Pedagogia – e evolui devido à existência de recursos, ainda que embrionários, para entender a essa demanda, constituindo-se assim, numa prática. Como se preocupa com o problema de aprendizagem, deve ocupar-se inicialmente do processo de aprendizagem. Portanto, vemos que a Psicopedagogia estuda as características da aprendizagem humana: como se aprende como essa aprendizagem varia evolutivamente e esta condicionada por vários fatores, como se produzem as alterações na aprendizagem, como reconhecê-las, tratá-las e preveni-las(BOSSA, 2000, p.21).

Em suma, o psicopedagogo é um profissional envolvido com a aprendizagem humana, que congrega conhecimentos de diversas áreas intervindo neste processo, seja para potencializá-lo ou para amenizar dificuldades, atendendo as necessidades individuais de aprendizagem. Neste sentido pretende-se divulgar o caráter transdisciplinar da Psicopedagogia, suas ações e parcerias, nas diversas áreas de atuação do psicopedagogo.

O ato de educar:
Segundo Fonseca (1995), estatísticas comprova que os alunos das series iniciais de classes econômicas menos favorecidas, tem menor rendimento na aprendizagem do que alunos de classes mais favorecidas. Surge-se então a necessidade do professor alfabetizador utilizar-se de métodos no qual possa desenvolver a aptidão da aprendizagem.

Cabe ao professor saber identificar e aplicar o melhor método e desenvolver a melhor maneira de auxiliar o aluno no processo da aprendizagem, buscando cada vez mais desenvolver no aluno o seu potencial, suas habilidades, praticas e criatividade.

Segundo Vygostsky (1988) a aprendizagem da criança começa muito antes da aprendizagem escolar nunca partindo do zero, pois todo o processo tem uma historia. O professor, portanto deve sempre repensar sua prática docente, pois ela precisa ser concreta, consciente, atual e transformadora, elaborando vínculos afetivos com o ser aprendente, mesmo que não se deseje aprender naquele momento, por alguma circunstância. Se persistirem tais resistências, a frustração, em função do não alcance dos objetivos deve ser banida, pois, o trabalho é conjunto, e talvez seja o momento de compartilhá-lo com outro profissional especializado, pois como se viu a psicopedagogia trabalha concomitantemente com a aprendizagem e o desenvolvimento do seu processo.

É nas series inicias que a criança desenvolve sua base cognitiva, para que ocorra uma boa base cognitiva é necessário suprir as necessidades da criança na fase e no período em que se encontra caso contrario futuramente haverá a necessidade de suprir essas dificuldades.

No cotidiano em sala de aula depara-se com crianças que mesmo o professor utilizando de vários métodos essas crianças não aprendem e o professor fica sem saber o que fazer. Surge-se então a necessidade de investigar as dificuldades de aprendizagem para saber identificar a causa e o porquê da não aprendizagem, nos quais veremos a seguir.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Kelys Christiane Coura Martins

Trabalho na Secretaria de assistência social, psicopedagoga e psicóloga com atendimento em consultório particular. Marmelópolis, Minas Gerais.