CURSOS ONLINE GRÁTIS NA COMPRA DE UM DOS 1400 CURSOS ONLINE

Motivação em Matemática

Artigo por Gabrielly dos Santos Seabra - quarta-feira, 20 de junho de 2012

Tamanho do texto: A A

Imagem: http://gemm-ufc.blogspot.com.br
Imagem: http://gemm-ufc.blogspot.com.br
A Matemática está presente em quase todos os momentos da nossa vida. Desde cedo, temos a oportunidade de ter contato com essa disciplina, mesmo sem nem perceber. Levando a Matemática para o lado da sala de aula, ela é vista como "bicho de sete cabeças" e é mais do que comum encontrarmos dificuldades e erros da parte dos alunos.

Mas, devemos ter em vista o lado positivo disso tudo. As dificuldades e os erros podem e devem ser interpretados como importantes para a auto-avaliação do aluno, pois assim, ele tem a oportunidade de resolver desafios e obter êxito no que tinha dificuldade. A pergunta que não quer calar: "Como motivar os alunos?".

Para ultrapassar os erros e as dificuldades, o professor deve ter o domínio da disciplina e aplicá-la da melhor forma possível, podendo, para isso, fazer uso de meios audiovisuais, jogos e materiais manipuláveis, que levem o aluno a introduzir a Matemática no seu cotidiano, para que a disciplina faça algum sentido para ele.

E deve se lembrar de deixar para trás os métodos rotineiros e tradicionais. A resolução de problemas está muito associada à Matemática e é um grande problema, pois não existe uma receita pronta para resolvê-los. A forma para facilitar essa compreensão e, quem sabe, desenvolver o gosto pela disciplina, é usando problemas da vida real, onde a criança deve encontrar aquela situação na sua vivência.

Isso implica no crescimento de alunos ativos e empenhados na construção de seus conhecimentos e saberes. A construção dos conceitos matemáticos é um processo longo e vai progredindo do concreto para o abstrato.

E é nesse processo que entra a importância de equipar as aulas de Matemática com os materiais manipuláveis, como régua, tangram, ábaco, cubo, entre outros. Eles ajudam as crianças nessa passagem do concreto para o abstrato, pois apelam a vários sentidos e são uma espécie de suporte físico na aprendizagem. O uso da calculadora nas aulas de Matemática é motivo para discordâncias entre professores.

Ela não é vista por muitos pais e professores como sendo um recurso didático, pois acreditam que impossibilita ou até atrasa o raciocínio do aluno, mas, sabendo utilizá-la corretamente nas aulas, não chegará a esse extremo. A calculadora é um instrumento aliado em situações cotidianas quem envolvem grandes números ou operações complexas. Então, a escola deve se responsabilizar por levar o aluno à familiarização e a ensiná-los a usar esse recurso tecnológico.

E falando em tecnologia, não devemos deixar de lado o uso dos computadores nas aulas de Matemática. Sabemos que é importante fugir do método tradicional de ensino, e além dos materiais manipuláveis, o computador tem um papel fundamental nessa inovação nas técnicas de ensino. Ele contribui no desenvolvimento e experiências e nas resoluções dos problemas.

Também é importante na formulação, na investigação e na exploração de situações problemáticas, além do desenvolvimento do gosto pela disciplina. Só que devemos ter a consciência de que, para fazer uso de computadores nas aulas de Matemática, é importante ter professores capacitados e que saibam usá-lo adequadamente.

A aula de Matemática é um espaço onde o aluno pode comunicar suas ideias. E é por isso que as atividades em grupo são importantes, pois elas permitem ao aluno aprender a trabalhar em conjunto e, automaticamente, se comunicar. Os jogos possuem um papel fundamental nesse processo, pois, enquanto jogam, os alunos vão percebendo a finalidade do jogo, compreendendo e compartilhando significados e conceitos através do diálogo.

Então, além de simplesmente brincarem, os alunos tem a oportunidade de descobrirem a "mágica" da Matemática. Hoje em dia, os pais e os professores acreditam que cabe à escola tornar os alunos capazes a aprender Matemática. Para eles, não existem alunos incapazes. E cabe aos pais e professores não deixar que ocorra o insucesso escolar.

O insucesso é uma realidade complexa, com múltiplas causas, todas profundamente relacionadas. Alguns fatores que são levantados quando se fala em insucesso são: níveis socioeconômicos, culturais, fatores biológicos, desinteresse e falta de atenção. Para os alunos, a principal razão do insucesso na Matemática é esta ser uma disciplina difícil de compreender.

Para eles, os professores não explicam muito bem e nem tornam a matéria interessante. Já para os pais, a responsabilidade está nos professores que não ensinam adequadamente e nos alunos que não se esforçam o suficiente. O maior desafio dos professores de Matemática é tornar essa disciplina agradável, aplicada ao cotidiano, tornar possível através dela estimular o raciocínio lógico, mudar a visão de que saber matemática é um privilegio de poucos, mas isso só será possível se o objetivo maior da matemática não for fazer "contas".
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Gabrielly dos Santos Seabra

INFORMAÇÕES ACADÊMICAS: Escola: UERJ - UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Curso: EAD - LICENCIATURA EM PEDAGOGIA Ano/Semestre: 5º Semestre (CONCLUSÃO: 06/2013) INFORMAÇÕES ADICIONAIS : Conhecimentos: INGLÊS INTERMEDIÁRIO (cursando 6º período), ESPANHOL BÁSICO, WINDOWS, EAD-LÓGICA E CRIATIVIDADE, EXCEL, POWER POINT, WORD, HTML, ACCESS, AMBIENTE VIRTUAL, EAD - ATENÇÃO CONCENTRADA