artigo

quarta-feira, 24 de outubro de 2012 - 09:01

Tamanho do texto: A A

Hemograma: Neutrofilia

por: Colunista Portal - Educação

Durante a gravidez, há considerável aumento na contagem de neutrófilos
Durante a gravidez, há considerável aumento na contagem de neutrófilos
Neutrofilia, ou leucocitose neutrófila, é a elevação da contagem absoluta de neutrófilos acima da que seria esperada em um indivíduo sadio de mesmo sexo, idade, raça e estado fisiológico. Os recém-nascidos sadios têm uma contagem de neutrófilos acima do que normalmente é encontrado em outros estágios da vida, e também têm desvio a esquerda. De maneira análoga, as mulheres em idade de reprodução apresentam contagens de neutrófilos um pouco mais altas do que os homens, a contagem varia com o ciclo menstrual. Durante a gravidez, há considerável aumento na contagem de neutrófilos, que se acentua ainda mais durante o trabalho de parto e no período pós-parto; além disso, há um desvio à esquerda (aparecendo no sangue mielócitos e até mesmo raros promielócitos), com granulações tóxicas e corpos de Dohle.

A neutrofilia deve-se, em geral, a redistribuição dos leucócitos ou aumento da liberação pela medula óssea. Raramente há prolongamento do período de permanência dos neutrófilos na circulação. O exercício pode alterar a distribuição dos leucócitos na circulação, causando a mobilização para a corrente sanguínea de células previamente marginadas contra o endotélio. O exercício vigoroso pode duplicar a contagem de neutrófilos.

O número absoluto dos linfócitos, monócitos, eosinófilos e basófilos também aumentam, mas, como o aumento do número de neutrófilos é mais acentuado, o aumento dos outros tipos pode passar despercebido. Quando o exercício é intenso e prolongado, pode ocorrer desvio à esquerda, indicando que, além da redistribuição, há aumento da liberação medular. Os pacientes geralmente não se submetem a exercício intenso antes da coleta de sangue para exame, mas administração de adrenalina e as convulsões epileptiformes podem mobilizar os neutrófilos de maneira análoga, e até mesmo a dor intensa pode ter efeito sobre a contagem de neutrófilos. Os corticoides também alteram a cinética dos neutrófilos.

A liberação da medula óssea é aumentada, e há diminuição concomitante do egresso para os tecidos. O aumento da contagem dos leucócitos inicia-se algumas horas após a administração endovenosa, ou depois de um dia de administração oral. A elevação deve-se predominantemente à neutrofilia, mas também há aumento absoluto de monócitos, acompanhado de queda do número absoluto de eosinófilo e de linfócito. A adrenalina e os corticoides não causam granulações tóxicas, aparecimento de corpos de Dohle, desvio à esquerda ou vacuolização neutrófila.

Em condições patológicas, a neutrofilia costuma resultar o aumento da liberação medular, o qual mais do que compensa o egresso aumentado para os tecidos.
CreativeCommons

Esta apresentação reflete a opinião pessoal do autor sobre o tema, podendo não refletir a posição oficial do Portal Educação.

Comentários


colunista

Colunista Portal - Educação

O Portal Educação possui uma equipe focada no trabalho de curadoria de conteúdo. Artigos em diversas áreas do conhecimento são produzidos e disponibilizados para profissionais, acadêmicos e interessados em adquirir conhecimento qualificado. O departamento de Conteúdo e Comunicação leva ao leitor informações de alto nível, recebidas e publicadas de colunistas externos e internos.

Medicina